Zé Ricardo cita gratidão e vasade de ajudar o Vasco: “Trabalho mais do que por um contrato assinado” | vaso

O Vasco Finalmente chegamos à Série B. Na noite desta quarta-feira, o tempo de Zé Ricardo superou a Ponte Preta por 1 a 0, pela quarta rodada, em São Januário, e respiro após três empates seguidos. Mas aliviado, o treinador comentou as cobranças das últimas semanas e disse desconfiar no elenco para conseguir o retorno à Série A ao fim da temporada.

– Aprendi um ter com o Vasco algo mais do que relação profissional. Foi o primeiro clube grande que eu vesti a camisa ainda no futebol de salão. Depois, me deu a oportunidade em um momento em que teria a coragem de dar. Tenho muita gratidão ao clube. Trabalho todo dia muito mais do que por um contrato assinado. A gente sente essa pressão, sente a necessidade que o torcedor tem. Tenho muita confiança no nosso elenco e muito orgulho de comandar essas atletas. Queremos, jogo após o jogo, caminhar juntos com a torcida – disse o treinador, que completou:

-O Vasco fica muito forte com essa sinergia. Estou todo dia no CT e tenho certeza de que uma equipe maravilhosa e um presidente estamos empenhados em fazer o melhor. Hoje, nós não temos Carlos Germanos, Pedrinhos, Edmundos, Romários, mas temos um grupo que honra o Vasco da Gama. Temos uma base forte e uma torcida que está ao nosso lado. O dia que eu não conseguir tirar o máximo dos jogadores, que eu não ajude mais o Vascoque eu não posso contribuir, ninguém precisa me dizer ou que eu preciso fazer. Eu pretendo que ainda tem muita coisa pela frente.

Zé Ricardo em Vasco x Ponte Preta — Foto: André Durão/ge

Os três empates nas três primeiras rodadas foram registrados dentro e fora do clube. A pressão pela saída do treinador aumentou nos últimos dias, mas Zé Ricardo tem respaldo do presidente Jorge Salgado. O jogo desta quarta era considerado crucial para a continuidade do trabalho.

Pressureado, o treinador optou por muitos mudanças na escalação nesta noite. Funcionou, especialmente pelo bom primeiro tempo do tempo, que abriu ou placar com Raniel e segurou o resultado no último minuto. assim, Zé Ricardo está ciente que é preciso mais.

– Aos poucos, vamos achando soluções. Um resultado não quer dizer nada. Se não formos bem em Tombos, as cobranças vão voltar. Os adversários são duros, se preparam muito bem. Temos que trabalhar, como estamos trabalhando desde o início. Soubemos jogar um jogo que não é o que a gente quer, mas que a Série B exige. Muito intenso, grandes duelos. Foi um resultado muito importante para o clube, para dar tranquilidade para ir para a próxima rodada.

O Vasco volta a campo no próximo domingo, às 18h, contra o Tombense, em Muriaé, pela quinta rodada da Série B. O tempo viaja na sexta-feira para Minas Gerais.

“Finalmente um entregue”, comemorado por João Almir | Na Voz da Torcida

Outras declarações de Zé Ricardo:

– Vitória muito importante, a Série B é um campeonato extremamente disputado. Era importante pontuarmos cheios em São Januário, fazermos nosso papel e dar essa vitória para a torcida, que fez uma festa muito bonita. Assim que a gente vai encontrar, vibrando isso, encontrar, encontrar, vamos encontrar, vamos encontrar o que encontrar, vamos encontrar também. Estão todos de parabenos.

– Quando a gente acerta, está tudo bem. Quando a gente erra, também é o pai. Raniel fé um dos muitos atletas que a gente entro em contato. Tentamos o máximo possível montar um elenco forte, mas dentro da realidade. O Raniel fé um jogador que, na primeira ligação, tem certeza de que tinha que ser jogador do Vasco. Ele falou: “Professor, então quero uma oportunidade”. Está tendo e aproveitando, por tudo o que a vida ensinada para ele. Tomara que se mantém. Além de um atleta que tenta fazer tudo o que a gente pede, é de grupo.

Pressão e escolhas certas

– Experience a gente não compra na farmácia, a vida dá. No menos cinco instituições importantes e último meio como a gente teve. Pedi equilíbrio aos jogadores no dia a dia. No futebol, existem momentos ruínas e bons. A cobrança tem que existir, mas de maneira correta. No campo, na arquibancada, melhor resultado.

– A gente chega ao Vasco e vê os meninos muito assustados com tudo o que aconteceu no ano passado. E pensamos na melhor forma de preparar esses garotos. Outro baque poderia inibir de fazer o que eles fazem de melhor. A gente trouxe outros que poderiam agregar no aspecto técnico e também ness outro lado. O Edimar, por exemplo, é um cara que dá uma experiência incrível para o Riquelme, que está sendo preparado. Tem ótimos recursos, mas ainda é imaturo. O Andrey fez a Copa São Paulo, não quis trazer para a pré-temporada porque é importante para a formação do atleta. Vai dar muito retorno ao Vasco, tem cabeça boa, muita qualidade. Hoje, começou travado, mas ganhou confiança. Temos potencial para evoluir nesse grupo.

– O Andrey tem um potencial muito grande, parte da história do Vasco sem base. Tem uma visão muito além do setor onde a bola está. Faz uma leitura muito clara de posicionamento, tem atributos técnicos. Tem que pegar o timing do profissional. Vamos com cuidado. Hoje, pela situação dos primeiros jogos, precisávamos vencer e corremos o risco. Nós ainda não temos ninguém. Falo para estarmos todos os dias preparados, e foi isso.

– O Palácios, desde a Unión Española eu vejo jogar. Veio para o Internacional, jogou de centroavante, teve uma queda. Está tentando recuperar o espaço. É tímido, fala pouco, estamos tentando trazer para o grupo. Ele estava preparado para entrar 10 minutos, no máximo, porque estava muito tempo sem jogar. O Nene cansou, o Wallisson estava jogando forte no meio, e conversamos com ele. Está disposto a jogar em outras previsões, mas entro onde ele se se se bem.

– A torcida do Vasco, quando empurrar, há um sentimento muito legal dos jogadores. Falaram lá no Estadual como é diferente quando a torcida força. Quem frequenta São Januário tem muitos exemplos disso. Eles empurraram um time, empurraram o tempo. Como devem cobrar, a pressão é em clube grande. Todos somos Vasco e queremos o mesmo objetivo. Futebol é paixão, que muitas vezes não segura ação. A gente tenta controlar o que a gente pode.

O ge vasco podcast está disponível nas seguintes plataformas:

Assistir tudo sobre o Vasco no ge, na Globo e no sportv:

Leave a Reply

Your email address will not be published.