UFC: Vivi Araújo e Virna Jandiroba brilham no chão, e Nuguette é nocauteado | lutar

Vivi Araújo tomou um susto no início, sofreu um knockdown, mas a lutadora se recuperou muito bem e bateu Andrea Lee por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27). A brasileira mostrou jiu-jítsu de alto nível e dominou a adversária no segundo e terceiro rounds para recuperar a última derrota na derrota sofrida na luta, quando Katlyn Chookagian.

Vivi Araújo vence Andrea Lee por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27) — Foto: Getty Images

Vivi bem nos dois movimentos, com pareceram um golpe bem e eficiente, recebido mas de encontro de rival que a derrubou Lee Faith para cima com muitos socos, e a brasileira resistiu, mas sofreu uma queda. Ela a queda, queda recuperada, devolução mas não estabilizado no solo. A brasileira se encontrou em pé de novo e levou para o chão mais uma vez e controlou ate o fim do round.

Logo no começo do segundo assalto, Lee sentiu um dos golpes juntos pela rival e entrerou em queda de forma desesperada. Vivi aproveitou ir para as costas, colocou os ganchos, tocou a cabeça e tentou um kata-gatame, mas perdeu a posição. De guarda passada, a brasileira ameaçou o crucifixo e usou a posição para ir para as costas de novo. Ela atacou no ground and pound e ainda tentou outro kata-gatame antes do fim do round. Nossos 5 minutos terminaram, Vivi derrubou rápido a oponente e controlou no chão até o cronômetro zerar.

Virna Jandiroba domina na luta agarrada e vence Angela Hill

Virna Jandiroba fez o que dela esperava. Diante de Angela Hill, ela fez valer sua vantagem no jiu-jítsu, abusou das quedas e venceu uma americana por decisão unânime (triplo 30-27), pelo peso-palha (até 52kg). A Carcará recuperou-se da derrota sofrida contra Amanda Ribas em sua última e pediu uma adversária no top 10 em seu próximo compromisso.

Virna Jandiroba vence Angela Hill por decisão unânime (triplo 30 a 27) — Foto: Getty Images

A brasileira levou cerca de um minuto para buscar a primeira queda. Como muita insistência, levou para o solo com um ataque na perna da rival, buscou a finalização, mas Hill escapou e voltou a ficar de pé, com as duas grudadas ate o fim do round. No assalto seguinte, a primeira metade foi disputada em pé, e Virna ia bem, mas, ao levar para o solo, levou mais perigo com uma chave de braço, mas a americana voltou a se librar. Nossos 5 minutos terminaram, em Carcará tributado mas uma vez seu jogo de quedas para garantido a vitória.

Nuguette é nocauteado por Michael Johnson

Contra uma derrota se uma vitória de quatro derrotas seguidas, Alanguette teve uma boa chance de recuperar do jejum de até então (duas derrotas e “No Contest”). Enquanto isso, o brasileiro teve atuação ruim e foi derrotado por nocaute por Michael Johnson aos 3m22s do segundo round.

Michael Johnson recebe Alan Nuguette para nocaute aos 3m22s do R2 — Foto: Getty Images

Johnson teve um início melhor na troca, enquanto o brasileiro parecia um afoito em alguns momentos. Aos poucos, Nuguette equilibrou as ações, mas se precipitou ao arriscar um soco rodado e foi derrubado. Por cima, o americano administrou a vantagem no fim do round. O segundo tempo Johnson todo o melhor em pé, e levou o tempo todo Johnson a melhor. Em uma investida de Nuguette, o americano aproveitou o momento para conectar os golpes duros no rosto do rival e liquidar a fatura.

UFC Blachowicz x Rakic
14 de maio de 2022, em Las Vegas (EUA)
CARTÃO PRINCIPAL:
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Aleksandar Rakic
Peso-meio-pesado: Ryan Spann x Ion Cutelaba
Peso-galo: Davey Grant x Louis Smolka
Peso Mosca: Katlyn Chookagian x Amanda Ribas
Manuel Torres recebe Frank Camacho para tarefa técnica aos 3m27s do R1
Allan Puro Osso vence Jake Hadley por decisão unânime (triplo 30-27)
CARTÃO PRELIMINAR:
Vivi Araújo vence Andrea Lee por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27)
Michael Johnson recebe Alan Nuguette por nocaute aos 3m22s do R2
Virna Jandiroba vence Angela Hill por decisão unânime (triplo 30-27)
Tatsuro Taira vence Carlos Candelario por decisão unânime (30-27, 30-26 e 30-27)
Andre Petroski vence Nick Maximov para finalização aos 1m16s do R1

Leave a Reply

Your email address will not be published.