UFC: Blaydes elimina Chris Daukaus e vence a segunda consecutiva | lutar

Quem ainda pensa que Curtis Blaydes é “apenas” um lutador está errado. O peso pesado americano mais uma vez mostrou o poder de suas mãos neste sábado na luta principal do UFC Columbus. “Razor” acertou um direto de direita que derrubou o compatriota Chris Daukaus e acertou a conta com golpes no oponente caído, para sair com uma vitória por nocaute técnico aos 17 segundos do segundo round.

Curtis Blaydes anunciou o vencedor contra Chris Daukaus no UFC Columbus — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Conhecido por seu wrestling, Blaydes desta vez não fez menção de agarrar Daukaus. Em um primeiro round sem emoção, ele segurou o oponente à distância usando o jab e a direita, e ainda abriu um corte na sobrancelha esquerda de Daukaus com um soco de direita. Na segunda rodada, Daukaus queria ir para o stand-up com uma mão baixa e pagou caro por isso. Blaydes acertou um golpe direto e derrubou o oponente. Algumas marretas depois, o árbitro Herb Dean declarou a luta encerrada.

“Razor” conquistou sua segunda vitória consecutiva, sua quinta nas últimas seis lutas e o terceiro nocaute técnico nesta sequência. Além de dizer aos competidores que é melhor estar preparado, pois ele pode agarrar e socar, o americano pediu uma luta pelo título interino contra o francês Ciryl Gane (o atual campeão Francis Ngannou deve ficar de fora por nove meses após uma cirurgia no joelho).

– Acho que mereço uma luta pelo cinturão interino contra o Gane! Pode ser junho, julho, o que for, estou pronto – exclamou Curtis Blaydes.

Curtis Blaydes (esquerda) acerta um jab de esquerda em Chris Daukaus (direita) — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Kara-France se classifica para o cinturão

Em uma luta que pode decidir o próximo desafiante nº 1 do peso mosca, o neozelandês Kai Kara-France venceu o russo Askar Askarov por decisão unânime (29-28 hat-trick) em uma luta muito equilibrada. O primeiro round foi todo de Askarov: ele agarrou o adversário, derrubou, fez mochila e quase finalizou com um mata-leão.

Kai Kara-France (à direita) comemora o anúncio do vencedor contra Askar Askarov (à esquerda) — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

No segundo round, porém, Kara-France voltou mordido e roubou o momento da luta com uma direita direta que agitou a torcida. Uma combinação de cruzamentos machucou Askarov, e a esquerda acertou o queixo do russo várias vezes. A última volta foi a mais equilibrada. Askarov tentou embalar o neozelandês novamente, mas acabou caindo para o lado. Kara-France chegou a desequilibrar o russo com um chute baixo e teve uma pequena vantagem nos pés, o suficiente para vencer o round e a luta.

Foi a primeira derrota de Askarov na carreira, depois de 14 vitórias e um empate. O Kara-France venceu o terceiro jogo consecutivo e diz que Brandon Moreno deve enfrentar o campeão Deiveson Figueiredo em breve, mas quer sua próxima chance pelo cinturão.

Brown e Barberena fazem show de surra

como esperado, Castanho Mate e Bryan Barberena fez uma luta muito carregada. No segundo round, muito equilibrado, Barberena abriu um corte sob o olho do lutador da casa, mas Brown quase finalizou com um triângulo. No round final, foi Brown quem abriu a testa do adversário com uma cotovelada. Os dois negociaram abertamente durante a maior parte da rodada e foram aplaudidos de pé. No final, porém, a torcida vaiou a decisão dividida a favor de Barberena (29-28, 28-29, 29-28) – Columbus está em Ohio, casa do Castanho Mate.

Matt Brown (esquerda) e Bryan Barberena (direita) fizeram uma luta espetacular no UFC Columbus — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Promoção Cartão Master de Recompensa Magny e Griffin

Promovido ao card principal com o cancelamento de Ilir Latifi x Alexey Oleynik (Latifi foi vetado por outra doença que não a Covid-19), os meio-médios Max Griffin e Neil Magny fazer um show para o público. Griffin dominou o primeiro round, acertando muitos chutes baixos e diretos. Um gancho de direita derrubou Magny. No segundo round, o “Haitian Sensation” reagiu e passou a enfrentar Griffin, que parecia cansado na segunda metade do round. O terceiro e último período foi inteiramente de Magny, que dominou o adversário pelas costas e teve uma bela vantagem nos chutes encadeados. No final, a vitória Neil Magny por decisão compartilhada.

Neil Magny levanta Max Griffin e quase o joga para fora do octógono na reta final da partida — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

O resultado igualou Neil Magny para a lenda Georges St-Pierre como o recordista dos meio-médios do UFC com 19 vitórias.

Grasso finaliza Wood no primeiro round

Alexa Grasso fecha o mata-leão que finalizou Joanne Wood — Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

A mexicana Alexa Grasso conseguiu a primeira finalização da carreira ao derrotar a escocesa Joanne Wood. Ela se esquivou de uma cotovelada de “JoJo” e o agarrou para derrubá-lo. No chão, ele rapidamente pegou as costas e fechou um mata-leão nu. Wood perdeu com 3:57 na primeira rodada.

UFC Blaydes x Daukaus
26 de março de 2022 em Ohio (EUA)
CARTÃO PRINCIPAL
Curtis Blaydes venceu Chris Daukaus por nocaute técnico aos 17s do R2
Alexa Grasso derrotou Joanne Wood por finalização aos 3m57s do R1
Bryan Barbarena ganhou Castanho Mate por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Kai Kara-France derrotou Askar Askarov por decisão unânime (29-28×3)
Neil Magny derrotou Max Griffin por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Mark Diakiese derrotou Viacheslav Borshchev por decisão unânime (30-27 hat-trick)
MAPA PRELIMINAR
Sara McMann derrotou Karol Rosa por decisão unânime (29-28×3)
Chris Gutierrez derrotou Danaa Batgerel por nocaute técnico aos 2m34s do R2
Aliaskhab Khizriev derrotou Denis Tiuliulin por finalização a 1min58s do R2
Manon Fiorot derrotou Jennifer Maia por decisão unânime (30-27 hat-trick)
Matheus Nicolau derrotou David Dvorak por decisão unânime (29-28×3)
Luis Saldaña derrotou Bruno Souza por decisão unânime (29-28×3)

UFC 273: Duas lutas pelo título que você só pode assistir ao vivo no Fight! — Foto: Infoesporte

Leave a Reply

Your email address will not be published.