UFC 269: Amanda Nunes promete terminar com Julianna Peña e abre as portas para Kayla Harrison | lutar

Dono dos cinturões peso galo (até 61kg) e pena (até 66kg) e vem de 12 vitórias seguidas. O recorde de Amanda Nunes fala por si e a confiança que a Leoa demonstrou antes de enfrentar Julianna Peña na co-luta principal do UFC 269 é justificável. Para o confronto deste sábado, em Las Vegas (EUA), a brasileira garantiu que a luta não levará à decisão dos juízes e acredita que a americana está cometendo o mesmo erro das outras adversárias.

– Todo mundo sabe que eu tenho um grande poder de nocaute, e se eu encontrar um buraco pequeno, com certeza vou nocauteá-lo. Se eu encontrar uma falha no chão, eu posso terminar. Não pisque. Galera do Brasil, fiquem ligados na TV porque vou esperar ela errar e com certeza vou terminar essa luta. Acho que quando você fecha a porta da gaiola, todo mundo é perigoso. Ela é uma atleta sem nada a perder, eu tenho, ela vai superar tudo. Eu tenho que estar bem preparado para assimilar esses momentos, não para entrar no jogo dela. É isso que ela quer fazer, vem para o “boxe sujo”, agarrar, que ela pensa na cabeça dela que é assim que ela vai me ganhar , e vários adversários, como sua amiga Miesha Tate, têm o mesmo estilo. Eu tenho experiência com esse tipo de lutador, todo mundo vem me procurar, mas eu venho do grappling. Eles pensam da maneira errada. Julianna pensa o mesmo que todos os adversários que venci – disse ele, Combate.com.

Amanda Nunes faz co-luta principal do UFC 269 contra Julianna Peña neste sábado – Foto: Evelyn Rodrigues

Aos 33 anos, Amanda confidencia que ainda pretende lutar por muito tempo e que se surpreende nos treinos com a própria capacidade de evolução.

– Vou defender esse cinturão até não poder mais andar. Gosto de sentir a adrenalina da “Fight Week”, gosto de tudo que envolve combate, gosto disso, é difícil me despedir porque para viver e respirar preciso da adrenalina da luta. Se tirar essa adrenalina, estou morto. Faz parte da minha vida e estou muito feliz com isso. A gente fala “vou me aposentar” e tudo, porque minha mãe quer, ela sempre fala: “É a última, né minha filha?”. Mas é muito difícil falar. Já pensei, estou olhando o cinturão e não tem como não colocar na linha, não tem como. Você vai ser uma decoração agora? Vou colocar em jogo, estou bem, saudável, estou evoluindo, toda vez que aprendo algo novo com meus treinadores, posso aplicar nos companheiros de treino, melhorar o tempo todo . Isso me motiva. Saber que vou fazer 34 anos e que ainda estou chegando a um nível que me surpreende até. Coisas que eu faço nos treinos e quero vê-lo na luta. Estou ansioso por isso, assim como você.

Nesta quarta-feira, o presidente do UFC, Dana White, disse estar negociando com a bicampeã do PFL Kayla Harrison, companheira de equipe de Amanda Nunes na American Top Team (ATT). O brasileiro disse que não seria um obstáculo para eles disputarem o cinturão dos penas, caso o Ultimate contratasse o americano.

– É MMA, já está acontecendo muito dentro de casa, muitos atletas competem, não tem como evitar, é uma sala aberta. Ela até treina com meus treinadores também, só isso. Então, se rolar, estamos lá, tenho que defender. Então não haverá problema se nos encontrarmos na academia, treinarmos de novo, é realmente profissional. A divisão está aberta, o UFC é um evento em busca de novos talentos, a Kayla é muito talentosa, forte, tem muito a oferecer, sim – concluiu.

O lutar transmite UFC 269 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado, a partir das 19h45 (horário de Brasília). Ao mesmo tempo, TV de esportes 3 e Combate.com mostra a “Aquecimento de Batalha” e as duas primeiras lutas; o site acompanha o evento em Tempo Real. Na sexta-feira, véspera do evento, lutar e TV de esportes 3 transmitirá a pesagem a partir das 18h (horário de Brasília).

UFC 269
11 de dezembro de 2021 em Las Vegas (EUA)
MAPA PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):
Peso leve: Charles du Bronx x Dustin Poirier
Peso Gallo: Amanda Nunes x Julianna Peña
Peso meio-médio: Geoff Neal x Santiago Ponzinibbio
Peso mosca: Kai Kara-France x Cody Garbrandt
Peso galo: Raulian Paiva x Sean O’Malley
MAPA PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):
Pena de peso: Josh Emmett x Dan Ige
Peso galo: Pedro Munhoz x Dominick Cruz
Peso pesado: Augusto Sakai x Tai Tuivasa
Peso médio: Jordan Wright x Bruno Blindado
Peso médio: André Sergipano x Eryk Anders
Peso mosca: Miranda Maverick x Erin Blanchfield
Peso Mosca: Alex Perez x Matt Schnell
Pênalti: Ryan Hall x Darrick Minner
Peso galo: Randy Costa x Tony Kelley
Peso mosca: Gillian Robertson x Priscila Pedrita

Leave a Reply

Your email address will not be published.