Swiatek supera Raducanu e amplia srie invicta

Swiatek chegou a 21 vitórias seguida no circuito e está na semifinal de Stuttgart

Foto: Porsche Tennis Grand Prix

Estugarda (Alemanha) – Uma série invicta de Iga Swiatek no circuito continuou durante o WTA 500 de Stuttgart. Um número 1 do mundo marcou nesta sexta-feira sua 21ª vitória seguida eguaranteu lugar na semifinal do torneio alemão em quadras de saibro e com estádio confirmado. Swiatek superou a britânica, Emma Raducanu, 2ª do ranking e atual campeã do US Open com duplo 6/4 em 1h43 de partida.

Vencedora dos três primeiros WTA 1000 da temporada, em Doha, Indian Wells e Miami, Swiatek não perdeu um jogo desde a partida contra Jelena Ostapenko nas oitavas de final de Dubai em fevereiro. E a polonesa de 20 anos chegou a ter um match-point naquela partida. Alem disso, não perde um set desde as oitavas de Indian Wells contra Angelique Kerber, vencendo por 2 a 0 os últimos treze jogos que disputou. E como aquela vitória sobre Kerber foi de virada, significa que Swiatek venceu seus últimos 28 sets no circuito.

Já Raducanu chegou às quartas de final de um torneio apenas pela segunda vez desde a conquista de seu primeiro Grand Slam e fez sua melhor campanha na campanha. A jovem britânica de 19 anos chegou a Stuttgart com apenas três vitórias em 2022, mas bons resultados contra a australiana Storm Sanders e a alemã Tamara Korpatsch, apesar da pouca experiência no saibro.

O duelo entre Swiatek e Raducanu já começou com uma quebra a favor da polonesa logo no game de abertura. Ela usará as próximas devoluções no corpo e jogou na linha de base, mandando nos pontos, ate que o britânico cometesse seus primeiros erros. Depois disso, Raducanu passou confirmado os games de serviço sem muitos riscos, em geral após saque em apenas aberto, mas ficou no placar o tempo todo, já que Swiatek perdeu três pontos no saque em todo o set.

Aos poucos, Swiatek pegou o tempo das devoluções também saques abertos de Raducanu e passou a atacar paralelamente com o forehand. Já havia forçado um jogo no fim do primeiro set e conseguiu uma quebra no início do segundo. A Grã-Bretanha devolveu a quebra, mas voltaria a perder o saque na sequência.

Raducanu pediu tempo médico de três minutos para a quadra por um desconforto no quadril. A britânica chegou a ter um break-point no oitavo game mas não conseguiu o empate. A número 1 do mundo ainda escapou de um 15-40 quando sacava para o jogo, mas definiu a partida em seu serviço. S ou jogo com 2 fins contra 12, cometeu 6 erros contra 27 conseguiram trés quebras e só o jogo de saque, apesar de ter perdido um vencedor de cinco pontos de quebra, apesar de ter perdido 8 pontos de quebra.

Samsonova eliminado mas uma campeã
A adversária de Swiatek na semifinal deste sábado estará na 31ª do ranking Liudmila Samsonova, que tem eliminado campeãs do torneio. Depois de ter passado pela tcheca Karolina Pliskova nas oitavas, a jogadora de 23 anos também bateu a alemã Laura Siegemund nas quartas, marcando as parciais de 7/5 e 6/3 em 1h48 de chegada nesta sexta-feira.

“Acho cresce na Itália e me a jogar só no saibro desde muito nova. Então, eu conheço esse traje, mas sinto que posso evoluir cada vez mais”, diz Samsonova. , que nasceu na Rússia, mas chegou a defender a Itália quando era juvenil. Atualmente por seu país de origem.

Reconhecida por seu jogo de busca agressivo e bem adaptado às condições mais rápidas, Samsonova tem um título de Berlim no ano passado e grama a segunda final da carreira. Para superar Siegemund, fez 15 a 14 vencedores e cometeu 21 erros contra 23 do rival.

“Eu preciso encontrar um jeito de jogar a Laura porque ela mudar o ritmo todo e não é fácil. Então, eu estava tentando não encontrar uma solução final do jogo”, explicou após a partida. “É muito bom jogar aqui. A atmosfera do torneio é incrível. Estou curiosa para estar na quadra amanhã e ver o que acontece”.

Badosa e Sabalenka abrem o sábado de semeadura
A primeira semifinal de Stugart será entre a 3 do mundo Paula Badosa e quarta a Aryna Sabalenka número que será enfrentado a partir das 9h (de Brasília) deste sábado. Badosa levou a melhor nos deve duelos anteriores. Já Swiatek e Samsonova fazem um inédito no circuito profissional a partir das 11h.

Leave a Reply

Your email address will not be published.