Santos prepara-se com erros de arbitragem e pede reunião na CBF

O Santos pretende marcar uma reunião com Wilson Seneme, novo presidente da comissão de arbitragem da CBF, nos próximos dias. O Peixe prepara um dossiê de erros contra o clube para apresentar ao ex-Juiz no Rio de Janeiro.

O Santos invejosos diversos ofícios nos últimos dias a CBF e ouvir que agora é hora de conversar pessoalmente. Depois da derrota de ontem (3) por 2 a 1 para o São Paulo no Morumbi, o executivo de futebol americano Edu Dracena e o presidente Andres Rueda estão posicionados. O Peixe reclama também de pênalti em Bryan Angulo diante do Fluminense e da penalidade inexistente de Vinicius Zanocelo contra o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro. Pela Copa do Brasil, o protesto é sobre o pênalti não marcado em Madson, no Couto Pereira, também diante do Coxa.

“O Santos não se calar. Não é nesta primeira vez que fomos prejudicados temporada. Seguimos sofrer mais com erros inaceitáveis ​​em lançamentos cruciais da partida. forma alguma, mas também não aceitamos ser judicados”, escreveu Rueda, em nota oficial.

“Não estou falando que são maus o., mas eles têm que melhorar. Estou cansado de mandar ofício para a CBF. Coritiba do Zanocelo, na Vila Belmiro, brincadeira de fé. O pênalti no Madson na Copa do Brasil em um carrinho sem bola. Nem isso o bandeirinha do lado viu. Fora outros erros. Faço aqui um apelo para a CBF. Melhorem a nossa arbitragem porque nós também temos que melhorar nosso futebol. Estou cansado. Estragaram o clássico, um ponto faz diferença para ser campeão, Libertadores ou rebaixamento. Não quero ser beneficiado, mas não quero ser preconceito. Estou cansado disso”, disse Dracena.

A gota d’água para o Santos foi a arbitrationm de Leandro Pedro Vuaden contra o São Paulo. Na origem do segundo gol do Tricolor, o assistente marcou lateral para o Peixe e o juiz inverteru a marcação. Os rápidos da casa bateram e Rodrigo Fernández interceptou o cruzamento com o braço na área. Luciano converteu o pênalti e fez o gol da vitória. Nossos minutos terminaram, Madson fé agarrado por Pablo Maia na área e Vuaden mandou seguir.

Em suma, Leandro Vuaden narratou ameaças de Edu Dracena. O caso será julgado pelo STJD e pode gerar punição ao direto. A Comissão de Arbitragem da CBF não vai se pronunciar.

“Informo que ao da partida, quando a equipe de arbitragem já se contrava de entro túnel de acesso aos vestiários das equipes e da arbitragem, fomos interpelados e impedidos de utilizar pelo senhor Eduardo Luís Abonízio de Souza (Edu Dracena), líder do team do Santos, proferindo as seguintes palavras `’P…, semper contra nós, vou colocar o nome de vocês pra torcida, praem pegar vocês na rua.

O executivo do Santos confirmou uma conversa acalorada com Vuaden, mas sim a ameaça de futebol do futebol.

Usei e de profissionais a palavras abafeits, porque, em nenhum momento, muito exaltado, a nós mesmos foi a indignação de que, do Futebol, interna e externamente a Cada um de nós julgamos por nossas nossas atitudes, duas vezes por nós, duas vezes por nós. desculpas por, diante do meu desabafo, tenho uma orientação de incentivo à violência. Mas não uma virgula sobre as críticas à arbitragem brasileira.

Campeonato Paulista

O Santos espera da CBF um semelhante position ao da Federação Paulista de Futebol (FPF) após os erros da árbitra Edina Alves Baptista em jogo também contra o São Paulo no Estadual. Na ocasião, o Tricolor venceu por 3 a 0 na Vila Belmiro.

A FPF tentativa de que uma equipe de arbitragem errou ao não marcar musttis para o Santos: um em Ângelo em Marcos Leonardo. O ofício foi assinado por Roberto Perassi, ouvidor da arbitragem.

“O Santos sem batalhará por seus erros. É importante a Federação Paulista reconhecer os erros e trabalhar para que isso não aconteça novamente. Como esses erros não podem acontecer novamente”, disse o presidente Andres Rueda na ocasião.

Leave a Reply

Your email address will not be published.