Quem chegou e quanto sua equipe gastou durante a janela de transferências?

A primeira janela de transferências da temporada 2022 Futebol O Brasil está fechado. Ontem (12) foi o último dia com possíveis negociações para os clubes da Uma série e B. Agora as listas estão prontas pelo menos até o próximo período de negociação, entre julho e agosto.

Todos os grandes clubes do país adicionaram pelo menos uma peça ao elenco. E o relatório de UOL Esportes separaram quem chegou e aproximadamente quanto cada um gastou.

Atlético-MG – 5 reforços (R$ 4,2 milhões)

Apesar de ser um dos clubes com melhor situação financeira do país, o Atlético-MG gastou apenas US$ 750.000 (4,2 milhões de reais na época) naquela janela de transferências. Foram cinco reforços: Godín, Junior Alonso, Otávio e Ademir chegaram de graça – agora são atletas que chegam com altos salários para o futebol brasileiro, aumentando a trajetória do clube. O valor gasto foi para a contratação de Fábio Gomes.

Botafogo – 10 reforços (R$ 68,7 milhões)

Imagem: PETER ILICCIEV/ESTADÃO CONTEÚDO

O ‘novo rico’ do futebol brasileiro após a venda da SAF para o bilionário John Textor, o Botafogo contratou nove jogadores nesta janela de transferências e gastou muito. A chegada mais cara foi Patrick de Paula, que comprou os direitos por 33 milhões de reais. Os atacantes Victor Sá, da Al-Jazeera (EAU), e Gustavo Sauer, da Boavista (POR), custaram R$ 13 milhões e R$ 10 milhões, respectivamente. Tchê Tchê, de São Paulo, aproximadamente R$ 9 milhões, Phillipe Sampaio, de Guingamp (FRA), R$ 2,2 milhões, e Luis Oyama, de Mirassol, R$ 1,5 milhão.

Nenhuma taxa chegou: Saravia, Lucas Piazon, Nicholas Haamelainen e Victor Cuesta.

Corinthians – 6 reforços (R$ 12,7 milhões)*

A Corinthians já fez seis contratações para seu elenco profissional desde o início do ano: Bruno Melo, Maycon, Robson Bambu, Júnior Moraes, Ivan e Rafael Ramos. Destes, os três primeiros estão emprestados ao Timão, enquanto Moraes chegou de graça após rescindir contrato com o Shakhtar Donetsk.

A contratação de Rafael Ramos ficou em torno de R$ 750 mil do Santa Clara-POR, seu antigo clube. O valor investido para a chegada do goleiro Ivan é uma grande incógnita no Parque São Jorge. O presidente da Ponte Preta disse certa vez que foram 12 milhões de reais, informação que o Corinthians nega, embora confirme que pagou algo para tirá-lo de Campinas.
* Clube nega valor informado da contratação de Ivan

cruzeiro – 8 reforços (grátis)

Acruzeiro terá oito reforços para a sequência da temporada nesta primeira janela. Seguindo a política de zerar as despesas para equilibrar os livros, todos vieram emprestados — eram gratuitos no mercado de bala ou rescindiu seu contrato para jogar pelo clube.

Os emprestados são o zagueiro Zé Ivaldo e o atacante Jajá, que pertencem ao Athletico-PR, e chegam após negociações entre os clubes por Vitor Roque. O meia Neto Moura e o atacante Rodolfo, que têm vínculos com Mirassol e América-MG, respectivamente, também foram emprestados à Raposa.

Os outros quatro reforços do Celestial são o atacante Rafael Silva, que estava livre no mercado, o goleiro Gabriel Mesquita, o meia uruguaio Leonaro Pais e o atacante Luvannor. Tudo finalizado para ficar mais perto do time de Ronaldo.

Flamengo – 5 reforços (R$ 51 milhões)

Spindel, diretor de futebol do Flamengo, Santos, Ayrton Lucas e Marcos Braz, vice-presidente de futebol - Gilvan de Souza / Flamengo - Gilvan de Souza / Flamengo
Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

O Flamengo fez cinco contratações e também investiu muito. O goleiro Santos (Athletico-PR) e o zagueiro Fabrício Bruno (Red Bull Bragantino) custou R$ 15 milhões cada. O zagueiro Pablo chegou do Lokomotiv (RUS) por cerca de 14 milhões de reais. Marinho, do Santos, custou 7 milhões de reais, e Ayrton Lucas chegou do Spartak (RUS) de graça.

Fluminense – 8 reforços (R$ 9 milhões)

O goleiro Fábio, do Fluminense, comemora o título do campeonato carioca - Mailson Santana / Fluminense FC - Mailson Santana / Fluminense FC
Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

O Fluminense contratou sete jogadores gratuitamente. O goleiro Fábio, os atacantes Cano e Willian Bigode, os volantes Nathan e Felipe Melo, o lateral-esquerdo Pineida e o zagueiro David Duarte. Veteranos estão incluídos na lista salarial mais alta do Tricolor das Laranjeiras, em qualquer caso. O único jogador que precisou de investimento, R$ 9 milhões, foi o lateral-esquerdo Cristiano, que veio do Sheriff, da Moldávia.

Guilda – 9 reforços (R$ 1,9 milhão)

A Guilda contratou nove jogadores nesta janela de transferências, e um deles já deixou o clube. Este é o lateral-direito Orejuela, chegou por empréstimo, mas já foi transferido para o Athletico.

Na classe executiva sem custo estão Bruno Alves, Nicolas, Rodrigo Ferreira, Edilson e Elkeson. Janderson foi negociado por um valor não pago com o Corinthians. Os reforços que demandaram gastos foram: Benítez, US$ 300.000 (R$ 1,4 milhão), e Gabriel Teixeira, aproximadamente R$ 500.000.

Inter – 14 reforços (R$ 28,6 milhões)

A Inter contratou 14 jogadores durante esses quatro meses de janela de transferências. A lista de atletas que não precisaram de investimento inclui empréstimos de Vitão, De Pena, Wanderson, Liziro e Wesley Moraes.

Além disso, D’Alessandro, Gabriel, Bustos, Alemão e Renê chegaram livres, liberados ou após rescisão contratual. Bruno Gomes foi um trocador de Zé Gabriel com o Vasco.

O investimento é em David, R$ 11 milhões, Alan Patrick, 2 milhões de euros (R$ 10,1 milhões na cotação atual) mais o desconto de um valor a receber na negociação de Vinícius Tobias no Shakhtar Donetsk (UCR), além de Pedro Henrique, 1,5 milhão de euros (R$ 7,5 milhões na cotação atual).

Palmeiras – 5 reforços (R$ 42,2 milhões)

Atuesta, do Palmeiras, na partida contra o São Bernardo - Ettore Chiereguini/AGIF - Ettore Chiereguini/AGIF
Imagem: Ettore Chiereguini / AGIF

Atual bicampeão do América, o Palmeiras recrutou cinco jogadores nesta janela de transferências. Jaílson, Rafael Navarro e Marcelo Lomba chegaram de graça. Atuesta custou R$ 28 milhões e Murilo R$ 14,2 milhões.

Santos – 9 reforços (R$ 2 milhões)

O Santos contratou nove jogadores nesta janela de transferências. Eduardo Bauermann, Maicon, Ricardo Goulart e Bryan Angulo chegaram de graça ou de graça. Os empréstimos de Auro e Bruno Oliveira também foram gratuitos.

Willian Maranhão custou cerca de R$ 500 mil, o empréstimo de Rodrigo Fernández com o Guaraní do Paraguai foi o mesmo e o empréstimo de Jhojan Julio com a LDU custou R$ 1 milhão.

São Paulo – 7 reforços (R$ 6,3 milhões)

Patrick reclama do gol anulado do São Paulo contra o Manaus, pela Copa do Brasil 2022 - Ettore Chiereguini/AGIF - Ettore Chiereguini/AGIF
Imagem: Ettore Chiereguini / AGIF

O São Paulo contratou sete jogadores, mas gastou apenas um. Patrick, comprado do Internacional, custou 6,3 milhões de reais. Jandrei, Rafinha, Alisson e Nikão chegaram de graça. André Anderson e Andrés Colorado estão emprestados.

basco – 20 reforços (R$ 9 milhões)

O Vasco é quem mais contratou entre os principais clubes do país. Foram 20 reforços, 19 deles livres. A lista de chegadas gratuitas inclui: Erick (Ypiranga), Zé Vitor (Marcílio Dias), Lucas Oliveira (Bangu), Gabriel Dias (cruzeiro), Danilo Boza (Juventude), Thiago Rodrigues (CSA), Weverton (Red Bull Bragantino), Anderson Conceição (Cuiabá), Juan Quintero (Fortaleza), Edimar (Red Bull Bragantino), Matheus Barbosa (Atlético-GO), Yuri Lara (CSA), Zé Gabriel (Inter), Bruno Nazário (América-MG), Isaque (Guilda), Luiz Henrique (Fortaleza), Vitinho (Corinthians), Getúlio (Avaí) e Raniel (Santos).

O investimento nesta janela ficou por conta do meia-atacante Carlos Palacios, que chegou do Internacional por cerca de 9 milhões de reais graças ao aporte de 777, que está negociando a compra de 70% da SAF do Cruz-Maltino.

* Colaboradores: Yago Rudá, Eder Traskini, Diego Iwata, Lucas Musetti, Bruno Braz, Lohanna Lima, Victor Martins e Jeremias Wernek.

  • Assista ao UOL Notícias Esporte e ouça os comentários de Milly Lacombe e José Trajano sobre o final da janela de transferências:

Leave a Reply

Your email address will not be published.