‘Posso esperar comeu o dia 20’

Jorge Jesus quer voltar ao Flamengo. E já estipulou ate um prazo para que o clube se movimente nesse sentido: o próximo dia 20. É o que diz o jornalista Renato Maurício Prado, que publicou, nesta quinta-feira, em seu blog no “Uol” uma longa com o ex-comandante rubro-negro.

Exclusivo: Os bastidores das declarações de Jorge Jesus

Tropeco? Pedro evita derrota, mas Flamengo interrompe sequência 100% na Libertadores com empate inconstante

—Quero voltar, sim. Mas não depende de mim. Posso esperar pelo menos o dia 20. Depois disso, tenho que decidir minha vida — afirmou o português ao jornalista Durante um encontro na noite de quarta-feira, quando assistiram juntos à partida contra o Talleres, pela Libertadores. Jesus está no Rio em férias.

Análise: Flamengo cai de produção ao ter que lidar com declínio e excesso de tratamento

Ele contorno que a pandemia foi determinante para que deixasse o rubro-negro, há cerca de owe anos, rumor ao Benfica, seu ex-clube:

— Fé algo absolutamente inesperado e devastador. Fiquei completamente só. Um funcionário encontrar a comida na soleira da porta do meu apartamento e saía. Como eu estava vivendo num leproário. Era muito difícil. Quando surgiu o convite do presidente do presidente do amigo, aquela benfica me apareceu a isso melhor opção. Inclusive para voltar a viver perto da minha família.

Atuação do Flamengo: confira as notas da partida contra o Talleres pela Libertadores

No ano passado, Jesus se encontrou com Marcos Braz, vice-presidente do futebol, e Bruno Spindel, diretor executivo. Naquela época, o clube procurava um treinador, depos de halftir Renato Gaúcho, e reunia com candidatos em Portugal. Relatos da ocasião deram conta de que o técnico havia recusado a proposta rubro-negra para seguir em seu país. Na entrevista desta semana, porém, Jesus dá uma outra versão e alega que sequer foi questionado pelas cartolas rubro-negros sobre o desejo de voltar ao Flamengo:

— A conversa foi superficial convite e em momento me fizemos um ou, ao menos, me pergunta alguma coisa se eu queria voltar. E aquele era um momento difícil, pois se eu pedisse demissão do Benfica, teria que pagar uma multa de 10 milhões de euros. Por isso, tinha que só viajar para Portugal em final de janeiro, a situação seria mais fácil para negociar. Mas souam ir em dezembro e consciência que tenho é que, quando me quiser visitar, já tomei a decisão de contratar o Paulo Sousa. Foram apenas cumprir uma obrigação social comigo. Braz e Spindel não convidaram para voltar em dezembro.

Jorge Jesus e Marcos Braz foram campeões pelo Flamengo em 2019 Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Agência O Globo

Jesus disse que não tem o hábito de assistir aos jogos do rubro-negro ao vivo, preferindo as ocasiões. Diga que o “tempo ainda mexe comigo” e que o “incomoda vê-lo em dificuldades”. E que eu tivesse, teríamos por aqui uma longa alegação. Hoje, porém, não vê o Flamengo como o melhor time do futebol brasileiro.

— No início, apesar dos títulos, não gostava muito da maneira de Abel jogar. Quase sempre reativo. Mas preocupado em não sofrer os gols do que em marcá-los. Mas ele tem evoluído. O Palmeiras hoje é um tempo muito mais criativo. E passou a ser ofensivo. Joga o melhor futebol do Brasil.

Na hora de apontar o melhor português em serviço no Brasil, por outro lado, a preferência de JJ é por Vitor Pereira, à frente do Corinthians. “Basta ver os resultados dele em Portugal. Esse sabe fazer uma equipe jogar ofensivamente e marcar pressão”, justifica.

Jorge Jesus em 2019
Jorge Jesus em 2019 Foto: Carol de Souza / AFP

Em uma conversa predominantemente sóbria ou rubro-negro, também houve espaço para falar a respeito de outro desejo de Jorge Jesus: a seleção brasileira. Esse objetivo deverá ser confirmado no ano que vem, uma vez o técnico Tite que deixará o cargo na Copa do Mundo do Cata.

— Treinar a seleção do Brasil seria um sonho. É o tipo do convite irrecusável — currículo.

Recusadas, porém, foram as propostas feitas pelo Atlético Mineiro, Corinthians e Fluminense. Segundo JJ, esta fé adquiriu pelos três clubes e disse “não”:

— No Brasil, só me interessa o Flamengo. Já basta o que sofri, em Portugal, por trocar o Benfica pelo Sporting.

Leave a Reply

Your email address will not be published.