Por que Boselli joga no Estudiantes ou que nunca jogou no Corinthians?

A fase de grupos da Libertadores da América tem o ataque ao argentino Mauro Boselli como um dos destaques aqui. Camisa 17 do Estudiantes de La Plata, ele reflete em seu desempenho pessoal a ótima fase coletiva do tradicional tempo vermelho e branco. Na Libertadores da América, o Estudiantes lidera o Grupo C, com sete pontos, três à frente do Bragantino, o segundo colocado. No Campeonato Argentino (versão Profissional da Copa da Liga), o clube comanda o Grupo B com 25 pontos, quatro à frente do boca Juniors.

Mauro Boselli comemora gol pelo Estudiantes na Libertadores da América

Imagem: Divulgação Estudiantes

Somando as duas competições nesta temporada, Boselli tem 10 gols marcados em 15 jogos disputados — o último deles, um golaço de cobertura no Bragantino na terça (26). E isso porque ele superou, na pré-Libertadores, uma lesão ainda não foi marcada2 o que deixou fora por dias5.

Boselli está com 36 anos e mostra a fase goleadora como poucas vezes na carreira. Artilheiro e campeão da Libertadores de 2009 pelo Estudiantes, ele conta com liberdade própria total na equipe atual para fazer o que sabe melhor: ser oportunista e impurrar a bola para as redes com apenas empresas, precisas ou nas cabeçadas, “especialidade da casa ” ao analisar tanto a sua história como a dos Estudiantes de La Plata.

A equipe argentina tem como técnico o excelente Ricardo”Russo” Zielinski, considerado um dos melhores do país. E ele leva a campo uma equipe coesa que se defende e ataca bem no 4-4-2, aproveitando a mobilidade dos demais jogadores para deixar Boselli livre para apenas atacar.

O seu companheiro de ataque costuma variar — vinha sendo o rápido e raçudo”Louco“Díaz, e contra o Bragantino foi o igualmente elétrico Gustavo Del Prete. As características são complementares. , outro destaque do Estudiantes neste 2022.

“Mauro é justo depois que não precisão de instrução”, sumiu o técnico do Estudiantes da vitória contra o Bragantino. “Ele sabe que pode aprender a fazer e quando fazer. Sua incrível que não pode fazer. Seu grupo é admirável.”

“Quando alguém está em casa, tudo é mais fácil”, define Boselli com precisão ao comentar uma ótima fase.

bose - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF

Boselli comemora gol do Corinthians contra o Botafogo-SP

Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Já no Corinthians…

Contratado pelo corinthians no início da temporada 2019 com status de solução para o ataque, Boselli participou em 72 partidas, tendo 17 gols. Segundo o atleta, seu melhor momento foi no início da temporada 2019 sob o comando de Tiago Nunes ao tentar montar um tempo mas ofensivo.

“Me foquei muito no que era o Corinthians como instituição. A qualquer jogador brasileiro que pergunte em qual equipe quer jogar, vai responder Corinthians ou Flamengo. , não olhe que forma de jogar tinha a equipe. Ou que estilo combinava melhor com meu futebol americano. Errei na hora de escolher o clube. “

“Se você me perguntar hoje, eu tomaria a mesma decisão, porque o Corinthians é magnífico. Não somente em relação à estrutura, que é espetacular, mas também à torcida e tudo que move o Corinthians. Meu erro foi na escolha. Eu não me encaixava no estilo de jogo do tempo. Isso dificultou as coisas”, contorno o argentino em entrevista ao portal “90 min”.

Dispensado pela diretoria do Timão ao fim de seu contrato, em dezembro de 2020, o centroavante recebia o teto salarial do elenco naquela época. Em seus anos owe no clube paulista, Boo conviveu com atrasos de pagamentoselli e deixou o Alvinegro ciente: que tem uma dívida a “O Corinthians me deu um montão de dinheiro”, sem entrar em detalhes.

Depois do Alvinegro, ele jogou pelo Cerro Porteño, do Paraguai, onde também teve números bem mais discretos que os do Estudiantes: 11 gols em 39 jogos na temporada 2021.

Leave a Reply

Your email address will not be published.