Perto do Palmeiras, López quase desistiu da carreira aos 15 anos | palmeirense

José Manuel López se tornará como novo centroavante do anunciado Palmeiras nossos próximos slides. Aos 21 anos, o jogador é tratado como uma das revelações do futebol argentino e chega ao Brasil com a responsabilidade de ser o sonhado camisa 9 do atual bicampeão da Libertadores.

Nascido em uma cidade de apenas três mil habitantes no interior da Argentina, “El Flaco” deu os primeiros passos em adoradores da região, foi contratado e dispensado pelo Independiente, sofreu uma lesão grave que o fez pensar em ativar o futebol, mas conseguiu dar a volta por cima no Lanús. A próxima missão deve ser a primeira experiência fora do país natal.

Abaixo, o era detalhando alguns da ainda curta – e intensa – carreira de José Manuel López.

José Manuel López, do Lanús — Foto: Lanús / Divulgação

Nascido em San Lorenzo, cidade de apenas três mil habitantes no interior da Argentina, López deu os primeiros passos no futebol em times amadores da região, como o El Progresso e o Atlético Saladas, sendo observado pelo Boca Juniors. Aos nove anos, passou a jogar nas categorias de base do Independiente.

José Manuel López também ganhou nas categorias básicas ou apelido de “El Flaco” (O Magro), por conta dos 77 quilos distribuídos em 1,88m de altura.

Foram sete temporadas passando por todas as categorias do heptacampeão da Libertadores da América. Em 2016, os testes de fé promovidos ao elenco profissional para um período sobem de Ariel Holan, técnico Independiente na época e que passou pelo Santos em 2021. O centroavante não agradou e foi dispensado.

Lesão e quase fim da carreira

Antes de ser promovido ao elenco profissional do Independiente, “El Flaco” quase desistiu da carreira. Aos 15 anos, uma lesão no quadril deixou o centroavante quase sem andar, como revelou em entrevista ao La Nacion, jornal tradicional argentino.

– Tive um problema que quase me fez desistir do futebol. Eu tinha uma lesão na cintura, nos ossos, que mal me permitia andar. Think em sair por um tempo, mas o desejo era mais forte – disse Flaco, em entrevista ao La Nación.

Recuperado, López a fé dispensada no ano seguinte pelo Independiente. E a fé daí que sua história começou a mudar no futebol argentino.

José Manuel López comemora gol pelo Lanús, da Argentina — Foto: Divulgação

Dispensado do Independiente, López passou por um período de testes e foi contratado pelo Lanús 2017. Atuando como centroavante, segundo atacante e no meio-campista, o homem não conseguiu se firmar na temporada seguinte e acabou no centro ao Atlético Colegiales, onde foi artilheiro o Acesso ao Clube Regional conquistou a Primeira Divisão da Liga Argentina.

De volta ao Lanús, ele levou apenas owe games e seis dias para marcar o primeiro gol na primeira divisão do Campeonato Argentino, na vitória sobre o Rosário Central, em janeiro de 2021.

Ao todo, foram 13 gols em 25 jogos terminando como quinto goleador do campeonato ea fama de ser um grande cabeceador.

– Você tem que treinar sua coordenação para o salto, você tem que pegar a bola no ponto mais alto. Mas isso vem naturalmente para mim. Tenho o instinto, o impulso de chegar – disse López, em entrevista ao La Nación, sobre a habilidade em marcar gols de cabeça.

Sem radar da seleção argentina

O bom desempenho ao longo da temporada 2021 fez López ser monitorado por Lionel Scaloni, técnico da seleção da Argentina. Foram 13 gols em 25 jogos no Campeonato Argentino de 2020/21 gols em 2 como referência. Na atual temporada, mais recuado, foram sete gols em 19 partidas.

Lionel Scaloni pensou em López como uma opção para o ataque da seleção da Argentina — Foto: Agustin Marcarian/Reuters

A versatilidade de poder atuar como centroavante e também como segundo ataque, além de ser jovem, despertaram o interesse da comissão técnica argentina após a aposentadoria de Sergio “Kun” Agüero. A busca por um nome que possa reformular o setor ofensivo após a Copa do Mundo.

Apesar da imprensa argentina apontar “Flaco” como uma opção, Scaloni ainda não o convocado.

A tendência é que o centroavante seja melhor observado após o Mundial do Catar. Com 21 anos, López não pode defender a Argentina na de Paris, em 21 anos, já acima do limite de idade (23 anos), amenando a amenando a integrar o grupo principal.

Fã de Thierry Henry e Nacho Fernandez

Devem os jogadores que inspiram o possível novo reforço do Palmeiras Podem dar um aperitivo do que esperar do estilo de jogo do argentino.

Em entrevistas para publicações locais, López cita o ex-atacante frances como referência, muito pelo aspecto físico e pelas características de ser um jogador leve e definidor.

Outra referência citada por “El Flaco” é o compatriota Nacho Fernández, atualmente meio-campista do Atlético-MG, que pode ser um rival na briga por vários títulos ao longo da temporada. Foram seis temporadas de Nacho no River Plate, tempo que também tinha interesse na contratação de López.

Leave a Reply

Your email address will not be published.