Palmeiras não deve contratar o último dia da janela e apostar em elenco exaltado por Abel | Palmeiras

O setor que ainda movimenta o Verdão no mercado é o de ataque. E com Carlos Vinícius, emprestado do Benfica ao PSV, desde o início a negociação foi considerada difícil, porque a janela na Holanda já fechou para contratações e ele joga com frequência, embora não seja titular. O brasileiro ainda deu uma assistência neste fim de semana.

Abel Ferreira durante treino do Palmeiras na Academia de Futebol — Foto: Cesar Greco

O acordo com o PSV inclui uma cláusula de rescisão baseada em objetivos esportivos e só expira em 2023. Palmeiras conseguir contratá-lo, o empréstimo com a equipa holandesa deverá ser rescindido e então poderá ocorrer a transferência do Benfica para o Verdão.

Além disso, Carlos Vinícius tem um salário alto na Holanda, o que dificultou ainda mais sua mudança nos últimos dias.

Carlos Vinicius, atacante do PSV — Foto: Photo Prestige/Socrates/Getty Images

Apesar da necessidade de contratar mais um atacante para ser admitido no clube, o Palmeiras Eu não queria que isso levasse a um acordo sem condenação. O clube esclarece que não está em dificuldades financeiras, mas há um problema de fluxo de caixa que torna as viagens mais pontuais.

Os dois nomes de consenso no clube no início do ano eram Lucas Alario, do Bayer Leverkusen, e Pedro, do Flamengo, mas em ambos os casos as equipes de atletas não quiseram concordar.

Diante disso, o clube começou a procurar opções sem nome, como João Pedro, do Al Wahda. As condições para tirá-lo dos Emirados Árabes Unidos não animaram o Verdão, porém, que já havia assumido Carlos Vinícius no final do ano e agora tenta novamente.

O conselho acredita que a janela de meio de ano mais quente na Europa pode oferecer melhores oportunidades. A reabertura do mercado acontecerá no dia 18 de julho.

O diretor de futebol do Palmeiras, Anderson Barros, conversa com o técnico Abel Ferreira — Foto: Cesar Greco

Com isso, Abel terá esse grupo para disputar a fase de grupos da Libertadores, além do início do Brasileirão e da Copa do Brasil.

No ataque, o técnico conta com Rony e Rafael Navarro como atacantes. Deyverson está sem contrato e não joga mais, enquanto Gabriel Veron também teve algumas chances na função, mas não embalou.

No sábado, após a derrota para o Ceará, Abel Ferreira foi questionado sobre a busca por reforços e interrompeu a conversa. Segundo ele, o problema não é o elenco, mas o calendário de jogos apertado no Brasil.

– Mais do que falar do jogador A, B ou C, veja o calendário. Temos dois jogadores por posição, o problema não é o plantel, existe um problema maior, estrutural, organizacional – disse.

– Conquistamos dois títulos e jogamos três (em 2022). Os jogadores são os mesmos. Em relação aos reforços, já fui muito claro, a direção também foi muito clara para todos. Existe um limite. Alguns clubes não têm, mas nós temos, completou o português.

— Foto: Reprodução

A Podcast do Palmeiras está disponível nas seguintes plataformas:

Leave a Reply

Your email address will not be published.