O Brasileiro 2022 bate recorde de saída de treinadores após a 1ª rodada por pontos; veja a lista | Série A brasileira

A primeira rodada do Brasileirão foi suficiente para que dois treinadores deixassem seus cargos em seus respectivos clubes. Alberto Valentin, em Atlético-PRe Marquinhos Santos, em América-MG, abriram mão do comando de suas equipes por mútuo acordo após uma estreia derrotada na competição. Com a saída dos treinadores, a edição de 2022 estabeleceu o recorde de saídas de treinadores após a primeira rodada da era dos pontos de corrida.

É a segunda vez que Alberto Valentim deixa o comando técnico de um clube após a primeira rodada do Brasileiro — Foto: Marcos Ribolli/ge

Desde 2003, oito treinadores sofreram declínios no comando técnico após a primeira rodada da competição. Até a temporada atual, no entanto, nunca houve mais de uma partida no mesmo ano. Alberto Valentim chega a figurar na lista duas vezes, já tendo passado por essa amarga experiência em 2021, quando foi demitido do cargo em Cuiabá no primeiro turno. (Veja lista completa abaixo).

Vale lembrar que em 2016 Muricy Ramalho chegou ao comando do Flamengo na estreia rubro-negra do Brasileirão, mas teve que se afastar do futebol por motivos de saúde. Nas duas rodadas seguintes, a equipe foi comandada pelo interino Jayme de Almeida. A saída do treinador só foi consumada no dia 26 de maioapós a terceira rodada, e não foi contabilizado pela equipe de Espião Estatístico neste relatório.

Treinadores que deixaram o time após a 1ª rodada do Brasileirão em pontos consecutivos

Ano Técnico Clima Razão comentários
2022 Marquinhos Santos América-MG de um acordo comum Ele deixou o time de acordo com a diretoria após uma estreia na derrota no Brasil e na fase de grupos da Libertadores
2022 Alberto Valentim Atlético-PR de um acordo comum Ele saiu após sofrer goleada na estreia do brasileiro e por pressão da torcida
2021 Alberto Valentim cuiabá Disparamos Eliminação na segunda fase da Copa do Brasil, falta de desempenho como está e estreia pouco esperada na Série A foram decisivos na decisão da diretoria
2016 Diego Aguirre Atlético-MG resignado Saiu após eliminação para a Libertadores em partida após estreia no Brasil
2014 Paulo Autor Atlético-MG Disparamos Deixou o time após uma sequência de resultados negativos e perdeu no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores na partida após a estreia do brasileiro
2008 Geninho Atlético-MG resignado Ele saiu após ser eliminado da Copa do Brasil na partida após sua estreia no Brasil
2007 Ivo Wortman Juventude resignado Deixou após desentendimentos com o departamento de futebol
2005 Queima de Péricles Goiás Disparamos Demitido apesar de vencer na estreia no Brasil
2003 Luiz Carlos Cruz Força Disparamos Ele foi dispensado devido a desentendimentos com alguns dirigentes e após ser eliminado da Copa do Brasil na partida após sua estreia no campeonato brasileiro.

Alberto Valentim deixou o Atlético-PR neste domingo, após a goleada de 4 a 0 contra o São Paulo, no Morumbi. A decisão, segundo o treinador, foi consumada em comum acordo com a diretoria. Ao todo, o treinador comandou o Athletico em 30 jogos, com oito vitórias, dez empates e 12 derrotas – uma taxa de sucesso de 37,7%.

Marquinhos Santos deixou o América-MG após a derrota para o Avaí, no início do Brasileirão, por 1 a 0, para Ressacada. O treinador liderou a equipe em 26 partidas, com 11 vitórias, 7 empates e 8 derrotas; 51,2% de utilização.

Marquinhos Santos no América-MG x Avaí — Foto: R.Pierre/AGIF

Leave a Reply

Your email address will not be published.