Na véspera da estreia à frente do sub-20 do Flamengo, Mario Jorge se vê na hora certa: “Momento mais maduro” | flamenco

Com longa estrada dentro do Flamengoo técnico Mario Jorge assumiu nesta semana o maior desafio da carreira: o cargo do técnico da equipe sub-20.

A estreia neste sábado, às 9h30, contra o Nova Iguaçu, na Gávea, e Mario se vê na hora e nenhum lugar acontece para ver tal responsabilidade.

– Acredito que no momento mais maduro da minha carreira como treinador e não poderia chegar em um ambiente mais favorável. As atletas e a comissão me receberam de braços abertos e tenho certeza de que entregaremos um belo trabalho – afirmou o treinador.

Mario Faith propôs ao sub-20 após saída de Fábio Matias, agora treinador do sub-23 do Bragantino. E história não lhe falta na base do Flamengo. Só no ano passado, por exemplo, incluído nos títulos, mas importante em âmbito nacional da categoria17: o Brasileiro a Copa do Brasil e a Supercopa.

Mario Jorge em sua última partida pelo sub-17, na semana passada, em vitória do Flamengo por 5 a 2 sobre o Resende — Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Mario citou o Brasileiro, em que o Flamengo goleou o Vasco por 4 a 1 na finalíssima, como o mais especial dos três. Também pode, já que seu tempo perder o jogo de ida por 3 a 1 e precisa de três gols de diferença.

– É claro que todos os títulos foram muito importantes, mas, dentre essas conquistas, o Campeonato Brasileiro foi o mais marcante. O cenário era adverso, um placar de 3×1 para redefinir e ainda resumir, com um gol no fim. Esse dia foi mágico e fixado na minha vida.

Flamengo reverte vantagem do Vasco e fica com o título do Brasileirão Sub-17

De olho no sub20, Mario tem pela frente um objetivo imediato: recuperar a confiança de uma equipe que iniciou o estadual na liderança e hoje amarga um jejum de quatro jogos, com três empates e uma derrota.

– É complicado, eles já buscam líderes já foram e foram vencidos aqui no clube, então é tentar essa essência para trazer isso de volta. Isso é possível ao criar um ambiente interno competitivo e fazer com que seja transferido para dentro do campo. É necessário também ter calma, tranquilidade e passar muita confiança para eles.

Para criar um caminho no caminho, não falta percorrido Ninho do Urubu. No clube desde 200416, Mario Jorge, já trabalhou em sete categorias diferentes e seis títulos. Chegou a hora do desafio mas importante com o Flamengo e de sua carreira.

Confira outras informações da conversa:

Dentre os jogadores do Flamengo que estão surgindo, sobre quais você acredita ter tido maior influência no crescimento?

– É difícil falar, pois já são muitos anos trabalhando com uma base. Muitos já estão encerrando suas carreiras (risos). Mas aqui no clube acredito ter tido muita influência em atletas, como Gabriel Noga, Ryan Luka, Victor Hugo, Matheus França e outros.

Gabriel Noga aos 15 anos ao lado de Mário Jorge no Flamengo — Foto: Reprodução

Fábio Matias teve um trabalho bastante elogiado, e imaginou que vocês tiveram bastante integração no curto período em que foram companheiros de companheiros Flamengo. Conversou com ele sobre a certamente no cargo de treinador do sub-20? Quais características do você pretende dar continuidade?

– Fábio é um grande profissional, um grande amigo que busca novos objetivos pessoais e profissionais. Quero tentar tentar o que acredito que ele deixou de conteúdo desenvolvido e informação para os meninos e aos poucos colocar um pouco do que acredito também. Os meninos só têm a ganhar com isso, pois sairão da categoria com um enorme leque de conhecimento.

Que tipo de funções executadas não Flamengo desde 2016 e docas os maiores aprenderam?

– Cheguei não Flamengo em 2016 e sempre fugiu de treinador. Passei pelas categorias sub-13, 14, 15, 16, 17, 20B e 20A. O maior fé aprendida sempre ter paciência e ser resiliente, ouça que tudo tem seu tempo. Estrela No. Flamengo é uma grande escola onde nós nos ajudamos como profissionais e estamos sempre prontos a prender com o outro.

O sub-20 faz Flamengo é o maior desafio da sua carreira?

– Com certeza. É o maior desafio da minha carreira até o momento, mas tenho certeza de que não será o último e coisas maiores ainda virão.

O podcast do Flamengo está disponível nas seguintes plataformas:

Assistir: sóbrio tudo o Flamengo no ge, na Globo e no sportv

Leave a Reply

Your email address will not be published.