Martín surpreende dupla da Ducati e conquista pole em Austin – MotoGP News

” alt=””/>
ALEIX ESPARGARÓ TEM JUSTA VITÓRIA PARA MOTOGP NA ARGENTINA

Em um ranking movimentado, o Ducati terminou o dia com um sorriso enorme. A casa de Borgo Panigale foi 1-2-3-4-5 no grid do GP das Américas, com Jorge Martín aparecendo na última volta para acabar com as chances de Jack Miller e Francesco Bagnaia, marcando 2:02.039 – novo recorde para MotoGP Façam Circuito das Américas – e conquistar a segunda pole do ano.

Os companheiros de equipe italianos ocuparam a segunda e terceira posições respectivamente, o que fecha a primeira fila da corrida de amanhã. E em quarto e quinto lugares ficaram outras duas Desmosedici, com João Zarco e Enea Bastianinio único que funciona com um protótipo desatualizado, a partir de 2021.

Fabio Quartararo teve azar na classificação após uma queda e assumiu a sexta posição. Alex Rins, Joan Mir aparecem na sequência, à frente de Marc Márquez, que, prejudicado por Bastianini, ficou apenas em nono. Takaaki Nakagami fecha a lista dos dez primeiros.

A largada do GP das Américas em MotoGP acontece neste domingo (10), às 15h (horário de Brasília), às Circuito das Américas. A GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da quarta rodada da Copa do Mundo velocidade da motocicleta 2022.

Bagnaia é dono de Marc Márquez e comanda FP4 em Austin

Antes do início da qualificação, os pilotos foram à pista para o quarto treino livre. Com 30 minutos no relógio, o primeiro a acertar o tempo mais rápido é Maverick Viñalescom 2min04s493. João Zarco, que liderava na sexta-feira, subiu rapidamente para a frente: 2min04s212. Mas Mark Marquez rapidamente o ultrapassa, com 2min04s119.

A largada do FP4 em Austin (Vídeo MotoGP)

As trocas de posição continuaram em vigor. Viñales voltou ao primeiro lugar, com 2min03s889, mas perdeu logo em seguida, com Enea Bastianini até 2min03s506.

Faltavam menos de dez minutos. Francesco Bagnaiapela primeira vez no final de semana, assumiu a liderança com 2min02s983. Mark Marquez estava a 0s132 do tempo do italiano. Bastianini fechou o top 3. E, até o final da sessão, Pecco manteve a liderança, sendo também o único piloto na faixa de 2min02s.

Bagnaia segurou e não largou a ponta do FP4 (Vídeo: MotoGP)

Jorge Martín e Álex Rins seguram vagas e vão para Q2

A primeira fase da classificação MotoGP começou com alguns grandes nomes, como Maverick Viñales, Andrea Dovizioso, Aleix Espargaró e Franco Morbidellique estavam na disputa pelos dois últimos lugares da sessão decisiva deste sábado.

Quando os primeiros tempos foram registrados, Alex Rins e Aleix Espargaró surgiu com a passagem provisória para a fase seguinte, separada por 0s199. Morbidelli foi o terceiro, barrado provisoriamente no Q1 por 0s458.

Binder fica no Q1 (Vídeo: MotoGP)

Pasta Darryn teve a primeira queda da sessão, mas sem lesão. Um pouco depois, Georges Martin assumiu a liderança, afastando Rins por 0s236. Atrás dos dois, o n°41 tentava por todos os meios garantir alguns lugares, quando sofreu a segunda queda dos treinos. E em um momento decisivo.

Na volta final, a maioria dos pilotos abriu uma volta rápida, mas pouco mudou. Martín seguiu com o mesmo ritmo, assim como Rins. Os dois, portanto, garantiram um lugar no Q2 em Austin.

Martín voa, surpreende Ducati e conquista pole

Dos 12 pilotos que disputam a pole position, Francesco Bagnaia é quem assumiu a liderança temporariamente com 2min02s335. O italiano foi rapidamente ultrapassado como companheiro de equipe, por apenas 0s008. Fabio Quartararo ele estava fazendo uma ótima volta, quando perdeu o controle na reta final e caiu.

Menos de cinco minutos depois, pouco havia mudado. Miller estava segurando a liderança, e ele tinha Bagnaia e Georges Martin traseira. Isso até que Pecco arrebatou a pole provisória de Miller, em 2min02s167. E a guerra ficou interna: Miller quebrou o recorde de 2:02.042.

Mas o que a equipe de fábrica italiana não esperava era que um Georges Martin era sair como um foguete no final, bater o tempo de Miller com 2m02s39s – isso é apenas 0,003s – e conquistar a pole position, sua segunda da temporada.

MotoGP 2022, GP das Américas, Austin, Grid de largada:

1 J MARTIN Pramac Ducati 2:02.039
2 J MILLER Ducati 2:02.042 +0,003
3 F BAGNAÏA Ducati 2:02.167 +0,128
4 J ZARCO Pramac Ducati 2:02.570 +0,531
5 E BASTIANINI Gresini Ducati 2:02.578 +0,539
6 F QUARTARARO Yamaha 2:02.634 +0,595
7 EM ENXAGUETES Suzuki 2:02.694 +0,655
8 J.MIR Suzuki 2:02.947 +0,908
9 M MARQUEZ Honda 2:03.038 +0,999
dez T NAKAGAMI LCR Honda 2:03.054 +1,015
11 L MARINI VR46 Ducati 2:03.059 +1,020
12 P ESPARGARÓ Honda 2:03.096 +1,057
13 EM ESPARGARO Aprilia 2:02.922 +0,883
14 M VIÑALES Aprilia 2:03.121 +1,082
15 A DOVIZIOSO RNF Yamaha 2:03.133 +1,094
16 M BEZZECCHI VR46 Ducati 2:03.328 +1,289
17 Fichário B KTM 2:03.467 +1,428
18 F DI GIANANTÔNIO Gresini Ducati 2:03.576 +1,537
19 F MORBIDELI Yamaha 2:03.579 +1,540
20 M OLIVEIRA KTM 2:03.983 +1,944
21 R FERNANDEZ Tech3 KTM 2:04.140 +2.101
22 R JARDINEIRO Tech3 KTM 2:04.185 +2.146
23 MARCAR LCR Honda 2:04.229 +2.190
24 ENCADERNADOR RNF Yamaha 2:04.646 +2,607
” alt=””/>
BASTIANINI ESTÁ CERTO: A LIDERANÇA DO MOTOGP AINDA NÃO IMPORTA

Acesse as versões em Espanhol e Português-PT Façam GRANDE PRÊMIOalém de parceiros Nossa conferência e guia.

Leave a Reply

Your email address will not be published.