Marina falsa e clima do Super Bowl: Miami não vai ser um GP como os outros – 02/05/2022

TEM Fórmula 1 Faz neste final de semana a programação da estreia em Miami com a expectativa de um clima de Super Bowl que será dado em um circuito urbano nos arredores do estádio do time da NFL Miami Dolphins. A prova fé a prioridade da Liberty Media desde que os americanos assumiram o controle da F1 em 2017 e demoraram anos para se tornar realidade. Agora, aposta é de que o evento seja rapidamente um dos destaques do calendário.

“Vai ser fantástico. Estou na F1 faz seis anos e nunca vi uma demanda e tanto barulho por um GP como estou vendo em Miami”, disse o norte-americano Zak Brown, CEO da McLaren. “Podemos facilmente fazer o nosso número de convidados e ainda somos, de longe, uma equipa que comprou mas ingressos para convidar em Miami. ?’. Nunca vi nada assim na F1”.

gp miami - Divulgação - Divulgação

Circuito de Miami terá teleféricos passando perto da pista

Imagem: Divulgação

Na McLaren haverá apenas mil convidados, incluindo celebridades, e é a das equipes que inclusive está lançando uma linha de merchandise especialmente para o evento. Alpine, Williams e sua própria Fórmula 1 também têm produtos especiais para prova.

A primeira remessa de ingressos acabou rapidamente meses atrás, antes mesmo da realização do GP dos Estados Unidos do ano passado, que inclusive atingiu o registro de público da história da categoria, com mais de 400 mil pessoas passando pelos dias de evento em Austin.

Ação na pista será um detalhe para muitos

Enquanto a corrida do Texas, que está no calendário desde 2012 e permanecerá pelo menos até o final de 2025, aposta em um clima de festival de música, semper na atrações de peso, Miami foca vocação festeira da cidade. São vários eventos alguns eventos paralelos à corrida, com festas mais exclusivas com referências acima dos 3 mil números. No circuito, haverá uma flutuação dos barcos de volta em cima de deques de madeira, com um piso em uma ilusão de que estão flutuando.

A oferta também oferece alguns diferentes de ingressos, como três tipos de acesso ao Campus, algumas áreas do estádio e ao Beach Club vão se apresentar ao longo dos dias, mas não a arquibancadas. O ingresso custa 500 dólares (pouco menos de 2.500 reais) apenas para o domingo e, dentro do Beach Club, chega a 2000 dólares (quase 10.000 reais). É um jeito de atrair um público que está mais interessado no evento si do que não acontece no futuro. Estará, inclusive, a festa com ingressos a 100 dólares na quarta-feira do Campus, cuja festa principal é dentro do DJ Kygo. Comparando com os preços do GP de São Paulo, o ingresso para esta festa de quarta-feira, dia em que há nenhuma na pista, tem valor não semelhante à meia-entrada para os três dias de evento na segunda arquibancada mais barata disponível, em Interlagos, ou Setor A.

gp miami - Divulgação - Divulgação

Autódromo em Miami terá um Beach Club com ingressos de quase 10.000 reais

Imagem: Divulgação

É por essas e outras que Miami está tão famosa de “um evento em todo o mundo quer estar”. As equipes e a própria Fórmula 1 estão atolados de pedidos de passes VIP. LeBron James, Tom Brady, Michael Jordan, David Beckham, Pharrell e as irmãs Williams estão entre os nomes pré-confirmados.

Correr em Miami uma prioridade antiga da Liberty Media, que via na cidade perfeita para realizar um evento que atrai fãs e também turistas que querem o lugar. Chamam esse tipo de evento de “destino GPs”, algo que pode ser traduzido como GPs turísticos.

A F1 encontrou muita resistência para os moradores da cidade, e uma tentativa de colocar seria, inclusive, para a mesma cidade, decidiu que a resistência foi colocada em Miami Gardens nas proximidades do Hard Rock Stadium, 36 traçados traçados ao desenho diferentes foram propostos para a área a se chegar a uma pista. final.

A pista deve ser de mídia de alta velocidade e tem possibilidade de haver três zonas de DRS não traçadas.

Se tudo o que vem sendo aqui sóbrio o evento de Miami materializar, a missão de Las Vegas de superar a empolgação com esse GP será difícil. A prova vai estrear ano que vem no calendário da Fórmula 1, que passará para os três GPs nos Estados Unidos. “Agora com Vegas no calendário, o esporte está mais saudável do que nunca.

Leave a Reply

Your email address will not be published.