Lotterer aproveita minutos finais e lidera TL2 do ePrix de Berlim da Fórmula E

André Lotterer Faith quem comandou o segundo treino livre do ePrix de Berlim da Fórmula E. Neste sábado (14), o piloto surgiu nos últimos instantes da sessão para fazer a melhor volta e fechar a sessão como o mais veloz do pelotão.

O ensaio no Aeroporto Tempelhof se manteve bastante equilibrado e disputado durante todos os 30 minutos. Diversos pilotos chegaram a passar pela primeira colocação como Alexander Sims, Edoardo Mortara e Pascal Wehrlein, além das diferenças rodarem na casa de 0s100.

Enquanto isso, fé apenas no último giro rápido que o líder foi conhecido. Próximo ao cronômetro zerado, o piloto da Porsche anotou 1min05s967 para fechar o treino como o mais rápido do treino.

Mortara, a apenas 0s026 do ponteiro, ficou na segunda colocação. Sébastien Buemi, Wehrlein e Robin Frinjs completaram o top-5. Sergio Sette Câmara fé o 11º e Lucas di Grassi, 14º.

Saiba como foi o segundo treino livre do ePrix de Berlim da FE:

O cronômetro começou a rodar e os pilotos foram autorizados a ativar as caixas. Como de traje, não demorou para que saíssem das e começassem a acelerar no Aeroporto Tempelhof.

No primeiro treino livre do final de semana em Berlim, quem se colocou como o mais rápido do pelotão Faith Oliver Rowland. O inglês da Mahindra fez o tempo de 1min06s270, 0s033, mas mais rápido que Lucas di Grassi, segundo, e 0s088 de Stoffel Vandoorne, terceiro.

Com pouco de quatro minutos de sessão, os tempos começaram a surgir na tabela. O primeiro concorrente que assumiu a primeira colocação de fé Alexander Sims com o tempo de 1min06s585.

Na sequência do concorrente, António Félix da Costa era o segundo a 0s308 do ponteiro. Edoardo Mortara, Mitch Evans e Jean-Éric Vergne fechavam o rol dos cinco mais velozes do momento.

As coisas seguiam mudando no circuito alemão. Mortara tratou de colocar um Venturi na primeira colocação, enquanto de forma surpreendente, Sérgio Sette Câmara fé para segundo. Lucas di Grassi vinha no terceiro posto.

Com 21 minutos para a bandeira quadriculada, os primeiros pilotos começaram a ir aos boxes para a parada programada Quem estava nos pits no momento era o brasileiro da Dragon Penske, Pascal Wehrlein, Stoffel Vandoorne, Oliver Rowland, Sébastien Buemi e Maximiliam Günther.

Próximo da metade do treino, a ordem na tabela era Robin Frinjs em primeiro, com Mortara, Sette Câmara, di Grassi, Sims, Oliver Askew, Da Costa, Jean-Éric Vergne e Wehrlein completando o top-10.

Nas cinco primeiras colocações havia cinco equipes diferentes. A Porsche foi a primeira escolhida, com Envision, Magindra, Venturi e Dragon Penske completando o top-5.

As coisas estavam bastante apertadas no Aeroporto Tempelhof. Entre o novo primeiro colocado, Wehrlein, e Sims, o sétimo, apenas 0s373 separavam os sete pilotos – 1s841 separava todo o pelotão.

A sessão vai para o encerramento e sem grandes problemas. Parte do pelotão estava mais uma vez no lugar das caixas e quem assumiu a primeira colocação para a Mortara com 1min05s993, melhor tempo do final de semana no momento.

As coisas seguiam bastante apertadas na última sessão antes da classificação. Entre o primeiro, Mortara, e o nono, Vandoorne, selecionados28, apenas 0s2 separavam os concorrentes.

Ainda, dentro dos dez primeiros da tabela de tempos, apenas o piloto conseguiu colocar seus devedores. Os outros tempos apresentados eram Porsche, Venturi, Nissan e.Dams, Envision, Jaguar, Andretti, DS Techeetah, Mahindra e Mercedes.

Nossos momentos terminaram, André Lotterer virou 1min05s967 e saltou para a primeira colocação, fechando a sessão como o mais rápido. Mortara, Buemi, Wehrlein e Frinjs completam os cinco mas rápidos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.