Liverpool empata com o Benfica, mas apura-se para as meias-finais

O Liverpool recebeu o Benfica hoje (13) em Anfield e empatou em 3 a 3 com um time predominantemente reserva. Com este resultado, os ingleses garantiram a classificação para as semifinais da Liga dos Campeões graças ao placar agregado de 6 a 4. O atacante brasileiro Roberto Firmino marcou dois gols e o zagueiro Konaté também fez o seu. Gonçalo Ramos, Yaremchuk e Darwin Núñez marcaram golos pelo Benfica.

A partir de agora, a equipe comandada por Jurgen Klopp enfrentará o surpreendente Villarreal, que eliminou o Bayern de Munique ontem nas quartas de final.

Um primeiro tempo aberto e animado

A partida começou movimentada. O Liverpool não foi recebido com a vantagem certa e, como esperado, o Benfica, mesmo fora de casa, partiu para o ataque e deu espaço ao Liverpool para explorar.

Os ingleses, com total domínio da bola, impediram o Benfica de crescer no jogo e atrapalhar, mantendo o jogo em um ritmo quente e agradável para o Liverpool. Aos 20 minutos, Konaté subiu mais alto que a defesa do Benfica e marcou um belo cabeceamento para o Liverpool.

O Benfica só se preocupava com ataques esporádicos e não tinha volume de jogo, apostando em Darwin Núñez. Depois de uma discussão no meio-campo defensivo do Liverpool, a bola foi mantida limpa para Gonçalo Ramos, que finalizou bem e empatou aos 32 minutos. O Liverpool sentiu o golo sofrido e deixou o Benfica melhorar no jogo, mas conseguiu segurar o empate até ao final da primeira parte.

Gol anulado pelo VAR

O avançado do Benfica, Darwin Núñez, esteve muito isolado no ataque, mas foi o responsável por criar as principais oportunidades de golo da equipa portuguesa, principalmente usando a velocidade. Ainda no primeiro tempo, o uruguaio ficou cara a cara com Alisson e foi muito frio na finalização cobrindo o goleiro brasileiro, mas o VAR viu o impedimento na oferta e cancelou o gol.

O VAR teve que trabalhar nos acréscimos novamente no segundo tempo e descartou um gol de Mané, que recebeu boa assistência de Salah. Todas as aparições no VAR foram assertivas e rápidas. No último minuto da partida, Darwin Núñez teve mais um gol anulado pelo VAR após desviar um cruzamento rasteiro para o gol.

Firmino decide, mas Benfica pressiona

Aos 9 minutos do segundo tempo, o goleiro Vlachodimos entrou em apuros em um lance fácil e soltou a bola. Vertonghententando escapar, mandou a bola no peito de Diogo Jota, que cruzou e deixou o brasileiro Roberto Firmino livre para aumentar a vantagem do Liverpool.

Firmino, inspirado, fez o segundo gol da noite, aos 19 minutos, após boa cobrança de falta de Tsimikas. Aos poucos, o Liverpool colocou alguns titulares em campo, desacelerando e controlando ainda mais o jogo, os titulares não começaram bem e o Benfica se empolgou e acelerou o jogo. Yaremchuk, de 27 anos, aproveitou um belo passe atrás da defesa do Liverpool, driblou Alisson e reduziu a desvantagem portuguesa para 3-2.

O Liverpool, ao contrário do esperado, sofreu no final do jogo, principalmente com chutes de longa distância explorando as costas da defesa. Aos 37 minutos, Darwin Núñez, à beira da linha de impedimento, apareceu bem na cara de Alisson e marcou o empate para o Benfica. O clube português tentou até ao fim, mas a desvantagem era demasiado grande e o Liverpool soube medir o risco incorrido.

Henderson em ação pelo Liverpool no jogo contra o Benfica, válido pela Liga dos Campeões

Imagem: Jason Cairnduff/Reuters

Mosaico antes da partida

Na próxima sexta-feira (15), a tragédia de Hillsborough completa 33 anos. Por isso, os jogadores do Liverpool observaram um minuto de silêncio antes do jogo e entraram com a faixa-preta no braço. A multidão, por sua vez, fez um lindo mosaico em homenagem às vítimas.

No desastre de Hillsborough, 96 torcedores do Liverpool foram pisoteados até a morte durante uma partida da semifinal da FA Cup de 1989 entre Liverpool e Nottingham Forest. Em 2021, outro fã que estava no local em 1989 morreu por traumatismo craniano causado pelo drama, totalizando 97 fatalidades.

Liverpool reserva os campeões!

A Liverpool venceu o Benfica na primeira mão, em Portugal, por 3-1 e como resultado, o técnico Jurgen Klopp decidiu poupar os principais jogadores do clube na segunda mão. Salah, Mané, Fabinho, Van Djik, Alexander-Arnold, Thiago e Robertson não foram escolhidos como titulares.

Klopp decidiu poupar todos os sete titulares devido à vantagem construída fora e à sequência decisiva, já que o time continua a competir ponto a ponto pela Premier League e está na Copa das semifinais da FA.

O Liverpool está em uma sequência apertada

O início de abril foi um dos jogos mais difíceis para o Liverpool, pois teve um bom desempenho na sequência. Além da eliminatória da Liga dos Campeões contra o Benfica, o Liverpool já enfrentou o Manchester City fora de casa pela Premier League e enfrenta o mesmo rival nas meias-finais da Taça de Inglaterra, também fora de casa. A seguir, o Liverpool recebe dois clássicos, contra Manchester United e rival Everton, na Premier League.

Benfica 1×3 Liverpool – 05.04 – Liga dos Campeões
Man City 2×2 Liverpool – 10.04 – Premier League
Liverpool 3×3 Benfica – 13.04 – Liga dos Campeões
Macho. City x Liverpool – 16.04 – Semifinal da FA Cup
Liverpool x Manchester United – 19.04 – Premier League
Liverpool x Everton – 24.04 – Premier League

FOLHA TÉCNICA

Liverpool 3×3 Benfica

Campeonato: Quartas de final da Liga dos Campeões
Estádio: Anfield, Liverpool, Inglaterra
Dia: 13/04/2022
Clima: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Serdar Gozubuyuk (NED)
ajudantes: Joost van Zuilen (NED) e Johan Balder (NED)
OU: Pol van Boekel (NED)
Metas: Konaté 20/1T (LIV), Gonçalo Ramos 32/1T (BEN), Firmino 9/2T e 19/2T (LIV), Yaremchuk 27/2T (BEN), Darwin Núñez 37/2T (BEN)

Liverpool:Alisson; Gomez, Konaté, Matip e Tsimikas; Keita, Milner (Thiago) e Henderson (Fabinho); Diogo Jota (Salah), Roberto Firmino (Origi) e Luis Díaz (Mané). Técnico: Jürgen Klopp.

Benfica: Vlachodimos; Gilberto (Gil Dias), Otamendi, Vertonghen e Grimaldo; Taarabt (João Mário), Weigl, Everton Cebolinha (André Almeida) e Diogo Gonçalves (Yaremchuk); Darwin Nuñez e Gonçalo Ramos (Paulo Bernardo). Formador: Nélson Veríssimo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.