Inter contrata 14 reforços e mantém promessa de reformulação; veja como ficou o grupo Medina | Internacional

Com o grupo de trabalho nas últimas 24 horas da janela para fechar a contratação de Pierre Henrique e Alain-Patrick, o Inter conclui o primeiro ciclo de contratações em 2022 com o entendimento de ter promovido a desejada reformulação no grupo de jogadores. Foi 14 chegadas e 25 partidasincluindo os respondentes Patrick e Víctor Cuesta.

O principal movimento colorado aconteceu no último dia para registrar novas incorporações. A gerência conseguiu repatriar Alan Patrick na tarde de terça-feira. No segundo, os ucranianos permaneceram intransigentes nas negociações. Os gaúchos conseguiram aumentar sua conscientização promovendo uma composição de compra.

O setor ofensivo é o que mais recebeu moedas. Seis atacantes foram contratados, entre alas e centroavantes. O Colorado ainda procurava três meio-campistas defensivos, dois meio-campistas e um zagueiro. O departamento de futebol simplesmente não procurava goleiros.

Entre os jogadores anunciados, nove entraram em campo. Mais cinco estão a caminho. Alimentado por posições que antes lhe faltavam, o técnico Alexander Medina estará em uma missão para colocar a Inter de volta nos trilhos.

Inter “ideal” de Medina: Daniel; Bustos, Bruno Méndez, Vitão e Renê; Gabriel, Edenílson, Maurício (Wanderson), Alan Patrick e Taison; Davi.

Alan Patrick está de volta ao Inter — Foto: Felix Zucco/Agence RBS

Saiba como ficou o elenco do Inter

O único setor em que o Inter não se mexeu para fortalecer o elenco foi no gol. A comissão técnica, desde o início do ano, está satisfeita com o desempenho dos goleiros.

Apesar de ter falhado em dois pontos chave no ano, Daniel goza de certo prestígio e é considerado um dos melhores do país. Reserva imediata Keiller chamou a atenção positiva na prática.

  • Opção: Daniel, Keiller, Emerson Junior e Anthoni

O argentino Bustos não se intimidou com a tag de solução do lateral-direito. Apesar da defesa instável, assumiu a condição de titular e minimizou os problemas da posição. Até a chegada do jovem de 25 anos, Medina havia testado Heitor, Mercado e Bruno Méndez no setor.

À esquerda, o dilema pode estar chegando ao fim. René chega para lutar pelo título com Moisés, que se recupera de uma lesão no joelho direito. O ex-Flamengo passará por um trabalho físico antes de ser disponibilizado.

Até lá, as improvisações devem continuar com Liziero ou De Pena. Paulo Victor, que foi contratado por 6 milhões de reais, caiu na hierarquia. A jovem Thauan Lara também é deixada para trás.

  • Laterais-direitos: Heitor e bustos
  • Atrás à esquerda: René, Moisés, Paulo Victor e Thauan Lara

Com problemas na defesa, Inter sofreu mais gols do que na temporada

A defesa sofreu uma mudança de impacto. A saída do disputado Cuesta para o Botafogo abriu um vazio que deve ser preenchido por Vitão. Apesar de só ter contrato até meados do ano, Bruno Méndez recuperou o seu lugar na equipa.

UMA lesão muscular da coxa direita de Kaique Rocha está preocupado e vai deixá-lo fora de campo por cinco semanas. Gabriel Mercado surge como candidato à vaga, enquanto Moledo busca suas primeiras oportunidades na Cacique.

  • Opção: Bruno Méndez, Kaique Rocha, Vitão, Mercado, Moledo e Tiago Barbosa

O Inter lotou os médios defensivos no início da temporada. Medina chegou a ter oito atletas para a mesma função. Gabriel, Liziero e Bruno Gomes foram contratados para agregar qualidade e dar características diferenciadas à comissão técnica. Os dois primeiros são potenciais iniciantes.

A posição de Edenílson muda de acordo com a estratégia traçada. Rodrigo Dourado perdeu espaço, mas continua no grupo. Lindoso foi emprestado ao Ceará após renovação de contrato. O menino Matheus Dias ficou na fila.

  • Opção: Edenílson, Gabriel, Liziero, Rodrigo Dourado, Johnny, Matheus Dias e Bruno Gomes

A área de criação se fundiu. Alan Patrick chega para ajudar Taison. Mauricio ganhou espaço e está na briga pelo título. Boschilia continua o bom futebol da época de Eduardo Coudet.

Estevão, 20 anos, além de elogios nos bastidores, recebeu atenção redobrada do treinador. Embora citado como promessa, Lucas Ramos está exausto nessa disputa. Sempre há D’Alessandro, ausente da lista por se aposentar no próximo domingo.

  • Opção: Taison, Alan Patrick, Mauricio, Boschilia, Lucas Ramos e Estevão

Taison é o líder e capitão da equipe — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação, Internacional

Com 16 gols marcados em 16 jogos, o ataque deve evoluir. Medina recebeu reforços em massa para intensificar a competitividade e melhorar a produção ofensiva. David, que está se recuperando de uma lesão muscular na coxa direita, deu uma boa resposta. Wesley Moraes está longe de ser um 9 confiável.

Wanderson não conseguiu jogar seu futebol insinuante devido ao inchaço muscular. Alemão recebeu minutos e feliz. As primeiras amostras de De Pena indicam um papel gratificante. Pedro Henrique também chega para aumentar a escalação do treinador.

  • Opção: David, Wesley Moraes, Wanderson, Pedro Henrique, Alexandre Alemão, Carlos De Pena, Caio Vidal, Gustavo Maia e Matheus Cadorini.

Leave a Reply

Your email address will not be published.