Goiás segura com um a menos e vence clássico contra o Atlético-GO

O Goiás Faith até o estádio Antônio Accioly e, hoje (8), arrancou a vitória por 1 a 0, diante do Atlético-GO, pela quinta rodada do Brasileiro. Uma equipa visitante jogou boa parte da partida com um jogador a menos — Henrique Lordelo fé expulso aos 25 minutos do primeiro tempo. O gol de fé marcado por Elvis, aos 40 segundos de jogo.

O resultado positivo transferido momentaneamente para Goiás da zona de rebaixamento. Faith a primeira vitória esmeraldina no campeonato. O tempo comandado por Jair Ventura agora na 16ª posição, com cinco pontos. O Atlético-GO e sua segunda derrota na competição Z4, com três pontos. O Dragão sem vencer na Série A.

O próximo jogo do Goiás será diante do Santos, domingo (15), às 19h, em casa. O Atlético-GO joga diante do Cuiabá, pela Copa do Brasilna quarta (11), às 22h (de Brasília), na Arena Pantanal.

Quem fé bem: Tadeu

Capitão do Goiás, Tadeu respondeu bem todas as vezes que foi acionado. O goleiro fez boas defesas para não ser vazado na partida, principalmente após o Goiás perder um jogador expulso. Também passou instruções para seus companheiros, orientando semper que possível.

Quem tem fé mal: Henrique Lordelo

O volante do Goiás ficou apenas 25 minutos em campo. Após duas faltas bobas, foi anunciado com o cartão duas vezes e foi expulsion do jogo amarelo.

Desempenho do Atlético-GO

O Dragão jogou com um a mais em boa parte do jogo, mas não conseguiu transformar em gols seu domínio. O goleiro Tadeu fez intervenções, mas faltou criatividade para equipe da casa. A jogada, que mais se repetiu, foi a bola alçada na área. As tentativas pelo chão, quase sempre saiam sem direção.

Desempenho do Goiás

O tempo saiu visitante na frente e apostou no contra-ataque. Dependendo de perder o volante Henrique Lordelo, abraçou ainda mas uma postura defensiva. Apesar de algumas chegadas no contra-ataque, o Esmeraldino pouco assustou ao longo do jogo e escolheu se gurar.

Gol relampago

O jogo mal iniciado e Goiás já abriu o placar. Após uma cobrança de lateral, aos 40 segundos, a bola chegou até Elvis, na entrada da área. O jogador do Goiás bateu firme e colocou no cantinho do goleiro avançado, abrindo o placar do jogo.

Atlético-GO busca o jogo

Jogando nos seus domínios, o Dragão foi para cima em busca da igualdade. Nossos 20 minutos, tinha cinco finalizações contra uma primeira hora do início. Jorginho e Shaylon eram as principais referências do rubro-negro goiano na partida. Contudo, nenhuma das finalizações levou perigo ao gol de Tadeu

mandu mal

Após 25 minutos, Henrique Lordelo conseguiu ser expulsão da partida, após tomar o segundo amarelo. Na primeira, aos 14 minutos, fé anunciada por matar o contra-ataque falta. No minuto 25, fez falta em Jorginho e levou a segunda punição.

Alteração no Dragão e contra-ataque do Goiás

Por ter um jogador jogador, o técnico Umberto Louzer pegou um mais volante (Baralhas) e colocou um atacante (Lu Fernando). O movimento deixou os donos da casa muito ofensivos e, ainda no primeiro tempo, o time incomodou. Luiz Fernando teve boa chance, mas não conseguiu direcionar a cabeçada.

O Goiás se fechou e apostou na transição rápida no contra-ataque. Dadá Belmonte perdeu excelente chance frente a frente com o goleiro.

Brilho de Tadeu na pressão rubro-negra

Com um jogador a mas, o Atlético-GO passou a ter mas não apresenta campo ofensivo. Wellington Rato, duas vezes, e Jorginho obrigaram o goleiro esmeraldino a fazer boas defesas. O Goiás seguia apostando no contra-ataque e Apodi perdeu boa chance numa situação de três contra um.

Reinício manhã

Os dez primeiros minutos do segundo tempo foram semelhantes com a etapa inicial. O Dragão deve ser, mas sem sucesso. Wellington Rato e Churínram reduziram as chances. Com dificuldades em furar ou blocio usar, os donos da casavam da bola aérea.

Goiás se defende bem e Atlético-GO “empaca”

Com um a menos, a equipe esmeraldina ‘estacionou o ônibus’. Defendendo quase sempre com todos os jogadores atrás da linha da bola, o Goiás foi se acomodando e o Atlético-GO não chega a criar chances perigosas para incomodar Tadeu.

Donos da casa vão para “tudo ou nada”

Com o tempo passando e sem conseguir o gol de empate, o Dragão voltou a ocupar o campo ofensivo. Contudo, as chances cirúrgicas são apenas em quedas de fora da área e em cruzamentos na área. Marlon Freitas tentou completar bola alçada na área, mas finalizou para muito tempo do gol. Churín, de cabeça, desperdiçou duas chances sem muito perigo.

FOLHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-GO 0 x 1 GOIAS

motivação: Campeonato Brasileiro – 5ª rodada
Data e hora: 8 de maio de 2022, às 16h (de Brasília)
Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/Fifa)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Pablo Ramón Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Leo Pereira e Jorginho (ACG); Henrique Lordelo, Caetano e Danilo Barcelos (GOI)
Cartão vermelho: Henrique Lordelo (GOI)
Ouro: Elvis (GOI), do Goiás, aos 40 segundos do primeiro tempo

ATLETICO-GO: Ronaldo; Hayner (Edson Fernando), Wanderson, Ramon Menezes, Arthur Henrique (Churín); Baralhas (Luiz Fernando), Marlon Freitas, Joginho; Shaylon, Wellington Rato (Airton), Leo Pereira (Jefferson). Técnico: Umberto Louzer

GOIAS: Tadeu; Sidimar, Caetano, Reynaldo; Apodi (Maguinho), Henrique Lordelo, Diego (Fellipe Bastos), Elvis (Matheus Sales), Danilo Barcelos; Dada Belmonte (Auremir), Pedro Raul (Nicolas). Técnico:Jair Ventura

Leave a Reply

Your email address will not be published.