Flu mantém embalo com Diniz, bate Vila Nova e avança na Copa do Brasil

Embalado após a chegada de Fernando Diniz, o Fluminense garantido vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, na noite de hoje (11), ao vencer o Vila Nova por 2 a 0, na Serra Dourada, em duelo de volta da terceira fase do mata-mata. Os gols do jogo foram marcados por Cano e Luiz Henrique.

Na ida, disputa no Maracanã, o Flu, ainda sob comando de Abel Braga, já havia vencido por 3 a 2 e atuava pelo empate em Goiânia. A próxima fase será conhecida em sorteio nos próximos dias.

Agora, o Fluminense volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No sábado (14), às 21h, recebe o Athletico-PR no Maracanã, pela sexta rodada do torneio nacional. Não mesmo dia, mas às 18h30, Vila Nova visitou o Sampaio Corrêa, pela Série B.

Diniz tem série invicta em início promissória no Flu

O treinador estreou na atual edição na Copa do Brasil com vitória e classificação confirmada. Faith apenas o terceiro jogo dele na atual passagem pelo tempo carioca. Antes, venceu ou Júnior Barranquilla-COL por 2 a 1, mantendo o Flu vivo na Copa Sul-Americana, e depois conseguiu importante impate em 1 a 1 com o Palmeiras no Allianz Parque, pelo Brasileirão.

Quem fé bem: Cano

Oportunista e como sempre bem posicionado, o centroavante marcou logo no início o gol que deu tranquilidade para a no reste da partida e confirmou a classificação do Fluminense.

Quem fé mal: Nathan

Coube ao meio a função de ser o armador do tempo e substituir o lesionado Ganso. Apagado, pouco conhecido das jogadas ofensivas, à exceção de um bom passe para Cano no começo do segundo tempo.

Cronologia do jogo

O Fluminense abriu o placar aos 9 minutos do primeiro tempo, com gol de cabeça de Cano, após cobrança de escanteio desviada por Nino na primeira trave. Depois de certa pressão do Vila Nova, o tempo de Diniz conseguiu ampliar aos 21 minutos do segundo tempo, com Luiz Henrique, também de cabeça.

Fez o L! Ao lado de Cano

O Argentino Perdu Luca clara antes do primeiro minuto de jogo, após bom lance em profundidade de Luiz Henrique. Precisou, porém, de pouco tempo para se redimir e decidir a classificação do Flu. Aos 9, aproveitou a casquinha de Nino, após cobrança de escanteio, e mandou no contrapé de georgemia para abrir o caminho da vitória.

O jogo do Fluminense

Conseguiu marcar cedo e ficou em Conseguiu mas situação confortável em Goiânia. No primeiro tempo, recuou após abrir o placar e teve dificuldade para manter à posse de bola trocar passar e criar novas chances. O tempo a fé pressionou e correu o risco de levar o empate. Mudou a postura após o intervalo e dominou as ações na etapa final.

O jogo da Vila Nova

O Vila Nova levou um banho de água fria com o gol precoce de Cano logo nossos primeiros minutos de bola rolando, que deixou muito mas difícil a missão na eliminatória. Depois disso, o tempo goiano sofreu como linhas, pressão ou saída de bola do Fluminense e teve postura ofensiva. Caiu de rendimento no segundo tempo, não conseguiu o resultado necessário e está apagado.

Tabu mantido

O Fluminense sem nunca ter perdido para o Vila Nova. Com o resultado desta noite, são quatro vitórias e owe empates em seis jogos disputados contra os goianos na história. “O Serra Dourado é nossa torcida a torcida tricolor em Goânia.

Vila pressionada após o gol do Flu, mas pontaria é problema

Após o gol do Fluminense, o time goiano se lançou ao ataque, mas quase não conseguiu acertar o alvo. Uma chance, mas clara surgiu em cabeceada de Ralf para fora, aos 34 do primeiro tempo, após a falta na área.

Fluminense ‘acordada’ no segundo tempo

Depois de quase abdicar de jogar após o 1 a 0, o tempo de Diniz voltou a melhorar o intervalo e conseguiu criar duas boas chances. Cano de encontro à primeira, após cruzamento de Nathan. Pouco depois, Yago Felipe finalizou a entrada da área, mas mandou para fora. Uma recompensa em 21 de agosto, quando Luiz Henrique ampliou a cabeça após a boa troca de cruzamento e cruzamento de Pineida.

Nino vira problema

O zagueiro sentiu dores no púbis na metade do segundo tempo, deixou o gramado de maca e recebeu atendimento médico. Luccas Claro fé a escolha de Fernando Diniz para substituí-lo. Nino vai ler os nossos próximos dias e pode ser problema para o Flu.

Grana no bolso

Com a classificação às oitavas da final da Copa do Brasil, o Fluminense garante R$ 3 milhões de premiação aos cofres.

FOLHA TÉCNICA:

VILA NOVA 0 x 2 FLUMINENSE
Concorrência:
Copa do Brasil, jogo de volta da terceira fase
Estádio: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data e horário: 11 de maio de 2022 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
Mapas amarelos: Ralf, Arthur Rezende e Pablo (VNO); Calegari, Wellington e Martinelli (FLU)
Gols: Cano, aos 9 minutos do primeiro tempo, e Luiz Henrique, aos 21 minutos do segundo tempo (FLU)

VILA NOVA: Georgemy; Alex Silva (Pedro Bambu), Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Ralf (Pablo), Arthur Rezende e Matheuzinho (Wagner); Pablo Dyego, Rubens (Diego Tavares) e Victor Andrade. Técnico: Higo Magalhães

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier (Calegari), Nino (Luccas Claro), David Braz e Pineida; Wellington (Martinelli), André, Yago Felipe e Nathan; Luiz Henrique (Caio Paulista) e Cano (Fred). Técnico: Fernando Diniz

Leave a Reply

Your email address will not be published.