Flamengo tem R$ 63,6 milhões de déficit no trimestre, mas diretor diz: “Não preocupa de forma alguma” | negócios do esporte

O Flamengo publicou neste domingo o seu primeiro balancete trimestral de 2022 com resultado negativo. Após fechar 2021 com mais de R$ 1 bilhão de receita bruta e superávit, os primeiros três meses deste ano somaram R$ 63,6 milhões de déficit. De acordo com a carta de abertura da demonstração vai financiar do clube, o resultado se deu por ser um período em que o clube “historicamente uma menor entrada de receitas”, mas que o prejuízo já estava previsto no orçamento para a temporada.

Ponto positivo no balancete a receita de dia de jogo, inclui a venda de insumos e receitas produzidas no estádio, o que também atenuou o prejuízo no período. Esse item, possivelmente o mais público com uma pandemia, atingiu 23,4 milhões, com boa presença de público no Maracanã.

Retor Durão da torcida aos estádios também pode ajudar — André Durão da torcida, lucro, no trimester: André Durão da torcida.

O diretor financeiro do Flamengo, Fernando Góes, explicou pouco ao que o resultado é normal já que são meses em que o clube recebe muito mas precisa manter as operações normais. Um recibo de venda de atletas com o Michael somou R$ 59 milhões no trimestre. Segundo, “superou aguardo o relatório”.

– Esse ano, o primeiro trimestre só teve Campeonato Carioca. Ou sejam três meses, com custo normal, mas como receita mesmo, de jogo, só o Carioca. O que foi feito foi um negócio de confiança, o retorno foi muito bom então um negócio de confiança. O que ajuda a compensar são coisas pontuais como a venda de jogadores. O sócio-torcedor também estamos chegando quase a 70 mil novamente. No orçamento, já estava previsto – disse o diretor.

O relatório financeiro traz explicação semelhante neste trecho: “Já no 1T/2022, apresentamos um relatório de déficit de R$ 63,6, o que pode ser considerado na primeira visão, mas que está previsto no orçamento do Clube pois, como já mencionamos no início deste milhões, é exatamente aquele período do ano em milhões que historicamente, sem os menores de entrada da temporada, mas não se mantem os compromissos principais, com qualificativo de pagamento de atletas e funcionários tributários. a estrutura de recibos dos primeiros meses, comparando assim os trimestres e comparando-os com os custos dos primeiros meses”.

O clube afirma na demonstração que financiará isso, apesar do resultado negativo nos três primeiros meses de 2022, tem caixa para realizar suas com segurança. Em trecho do relatório, o Flamengo registra R$ 98 milhões na conta: Esse valor representa um aumento bastante seguro para manter as operações de renda nos próximos meses, descartando a necessidade de incremento do financiamento do endividamento”.

Diretor explica proteção contra variações no câmbio

O Flamengo ainda não está documentado que boa parte deste monte diferente protegido de alterações bruscas no mercado: “Outro ponto que vale destacar é que mantemos um percentual (58%) desse valor protegido de variações cambiais, diretamente em moeda ou via ferramentas de hedge”.

O diretor financeiro do clube explicou a estratégia:

– O que gente faz é segurar o que recebe em euro, não converte. Fazer a projeção desse fluxo ao longo do tempo para que o pagamento se case com as receitas ou fique bem próximo. Deixando o clube exposto o mínimo possível. Quando a gente tem alguma conta a pagar por exemplo em julho, de milhões de euros, é importante que antes da data que ela vai vencer a gente já tenha esse dinheiro na tesouraria. É o que a gente chama de ficar a descoberto, que é ter 2 milhões de euros a pagar e só ter reais no bolso. Como vai adivinhar o valor três meses depois? Conforme projetado, os bancos previam para esse ano um euro de R$ 6,8, e hoje o euro está R$ 5,2. Agora, me diz quanto vai estar em julho…

Leave a Reply

Your email address will not be published.