Fla domina jogo e vence Talleres em casa na noite de Éverton Ribeiro

O Flamengo surpreendeu o estranho clima e venceu Talleres com autoridade por 3 a 1, na noite desta terça-feira (12), no Maracanã, pelo Libertadores. Os gols foram marcados por Gabi, de pênalti, e Everton Ribeiro, que marcou duas vezes. Fértoli marcou para os argentinos.

O rubro-negro afirmou o mais alto nível técnico durante a partida e, mesmo com alguns sustos ao longo da partida, dominou boa parte da partida e nunca colocou a vitória em risco. Everton Ribeiro disparou o desempenho inspirado dos homens de frente do Flamengo.

O Flamengo lidera o Grupo H com seis pontos em dois jogos. universidade Católica-CHI e Workshops-ARG vem a seguir com três pontos e o Sporting Cristal-PER Isso é Lanternaainda não marcado.

O próximo compromisso do Flamengo é pelo campeonato brasileiro. Domingo (17), o time recebe o São Paulo, em partida válida pela segunda rodada do torneio. Pela Libertadores, a próxima partida será apenas no dia 28, fora de casa, contra o Universidad Católica-CHI.

Quem foi bem: Everton voltou a brilhar

Em uma noite de fortes atuações dos principais homens da frente, Everton Ribeiro foi o motor para levar a equipe atrás e entrou com força na frente para marcar dois gols. O camisa 7 saiu do lado direito, participou do jogo de forma efetiva e distribuiu passes. Uma partida digna de um jogador histórico do clube.

Quem foi ruim: Thiago Maia

Colocado à frente dos zagueiros, Thiago Maia se destacou do restante do time. Impreciso no passe, o médio enlouqueceu Paulo Sousa com falsas inversões e falhas de posicionamento. O camisa 8 não jogou bem no jogo e foi substituído por Andreas Pereira.

Flamengo recupera brilho perdido e vence com facilidade

Com seu quarteto de craques em uma noite inspirada, o Flamengo não teve problemas para bater Talleres e sair de campo com a ponta do Grupo H da Libertadores. Com organização, espírito de luta e boa FutebolRubro-Negro organizado e aninhado com base no talento.

Talleres é corajoso, mas ficou abaixo

A seleção argentina não se escondeu do jogo do Maracanã. Antes de sofrer o primeiro gol, ainda tentou controlar as ações ofensivas do jogo, já no placar não adota postura ofensiva e incomoda o Flamengo e consegue diminuir a vantagem. No entanto, a superioridade técnica do Flamengo foi decisiva e os argentinos não puderam buscar pontos no Brasil.

objetivo no início

O Flamengo começou a partida um pouco nervoso e Talleres tentou controlar as ações. Porém, aos 9 minutos, a troca de passes do Flamengo terminou com Arrascaeta caindo na área e o pênalti foi marcado. Gabigol acerta perfeitamente e abre o placar.

Fla, eficiente, faça mais uma

O gol deu calma ao rubro-negro, que passou a ter mais espaços para jogar. Numa rápida transição, Bruno Henrique desceu pela ala esquerda e cruzou rasteiro. A bola encontrou o pé de Everton Ribeiro, que acertou da entrada da área e ampliou o placar.

Cadência e golo de Talleres

Com uma bela vantagem, o Flamengo começou a dar o ritmo da partida. Sem pressionar muito, o Fla ainda conseguiu criar algumas chances em partidas rápidas com Gabigol e Arrascaeta

Nos acréscimos, a equipe argentina contou. Girotti recebeu na área e deu um passe de calcanhar que deixou Fértoli livre dentro da área. O meio-campista marcou primeiro e marcou o gol de Talleres.

reinicialização aberta

O início da segunda etapa foi muito aberto. Flamengo e Talleres tiveram chances nos minutos iniciais. Rodinei desperdiçou chance para o Fla, enquanto Girotti obrigou goleiro Santos a trabalhar

Everton Ribeiro novamente

O jogo começou a ficar um pouco mais físico no segundo tempo. As equipes começaram a cometer mais faltas e o árbitro teve que usar o cartão amarelo algumas vezes.

Após roubar a bola no meio-campo, João Gomes tocou em Everton Ribeiro que marcou com Bruno Henrique. O camisa 7 invadiu a área e acertou rasteiro para marcar o segundo do jogo.

Talleres busca o gol, mas o Fla controla o jogo

Atrás do placar, os argentinos tentaram sair em busca de gols para diminuir a vantagem do Flamengo. Talleres procurava ocupar o campo de ataque, mas o Flamengo ajustou a marcação e teve mais posse de bola.

Arrascaeta e Gabi tiveram chances para o clube brasileiro, enquanto o Santos de Talleres forçou seu xará em uma boa defesa.

Mudanças no Fla e mais volume de jogo

Paulo Sousa colocou Andreas no lugar de Thiago Maia e deu oportunidade também a Marinho e Pedro. Os dois atacantes tentaram aproveitar bem os minutos em campo e o Fla cresceu na reta final do jogo. Pedro teve a chance de marcar, mas parou em Herrera, assim como Rodinei.

FOLHA TÉCNICA
OFICINAS DE FLAMENGO 3 X 1-ARG

Razão: 2ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores 2022
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
data e hora: 12 de abril (terça-feira), às 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jesus Velenzuela (VEN)
ajudantes: Lubin Torrealba (VEN) e Alberto Ponte (VEN)
Cartões amarelos: João Gomes, Filipe Luís, Gabi, Thiago Maia (FLA); Perez, Martino, Valoyes (TAL)
Metas: Gabi 10’/1ºT; Everton Ribeiro 25’/1ºT; Fertoli 46’/1ºT; Everton Ribeiro aos 15’/2

FLAMENGO: Santos; Matheuzinho (Rodinei), Willian Arão, David Luiz, Filipe Luís (Léo Pereira); João Gomes, Thiago Maia (Andreas), Everton Ribeiro, De Arrascaeta; Bruno Henrique (Marinho) e Gabi (Pedro). Técnico: Paulo Souza

WORKSHOPS: Ferreiro; Diaz (Romero), Benavidez, Pérez, catalão; Méndez, Fértoli (Martino), Matías Esquivel (Valoyes), Villagra, Oliva (Michel Santos); Girotti. Técnico: Pedro Caixinha

Leave a Reply

Your email address will not be published.