Em relatório, Atlético-MG informou superávit no mercado de jogadores e novo parcelamento tributário | Atlético-MG

No domingo, último dia do mês de maio, os conselheiros do Atlético-MG teve acesso a um relatório de gestão do 1º quadrimestre de 2022 do presidente Sérgio Coelho. No documento, são pontuadas as ações administrativas, sendo 15 tópicos relacionados ao clube.

Entre es, alguns números de mercado de downloads. O Atlético tem meta de fazer R$ 140 milhões nas saídas de atletas (vendas/empréstimos onerosos) na temporada 2022. E, com a negociação de Savarino à MLS, chegou a R$ 134 milhões.

Na gestão de Sérgio Coelho, contando desde janeiro de 2021, são R$ 194 milhões em vendas/empréstimos. Em contrapartida, de acordo com o relatório, foram R$ 67,9 milhões de custos na firma de acordo dos atletas.

“Me manter mantendo todo o elenco titular de 2021, como vendas desde 2021 anos de atletas em 2, desde Alonso e Savariam de janeiro, entre outras 134 milhões de reais. Em nossa gestão de 2021, a relação entre vendas e contratações apresenta superávit de quase 130 milhões de reais.

Bandeira do Atlético-MG na Cidade do Galo — Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Ainda no campo das finanças, mas no tema “jurídico”, o Atlético informou aos conselheiros que houve uma adoção de um novo parcelamento de dívidas fiscais com o poder público. O Galo deixa de pertencer ao velho Profut. Agora repactuou seus débitos tributários através do PERSE.

É o Programa Emergencial de Eventos Requerido, que “possibilita às pessoas de pagamento de eventos que EXE providenciar ao setor RM para pagar de eventos com benefícios personalizados em benefício da participação da UniãoV com benefícios, como ativo da participação da União, com benefícios, em conformidade com a participação da União. sua capacidade de pagamento”.

Há uma condição de desconto de 100% do valor dos juros, das multas e dos encargos-legais. O Galo teve redução de R$ 51 milhões ao ser registro no PERSE. Veja o trecho do relatório de gestão:

“Em mais um importante passo na busca pelo saneamento das finanças do Clube, um dos pilares de nossa gestão, obtivemos a redução de 51 milhões de reais com a adesão à Transação Tributária do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Assistência do parcelamento PROFUT e da Transação Tributária Excepcional Os débitos de 166 milhões de reais foram reduzidos para 115 milhões de reais”.

O Atlético terá nova oportunidade de mostrar a realidade financeira e administrativa do clube na quinta-feira, 5 de maio, na sede de Lourdes. Haverá uma reunião do Conselho Deliberativo para o exame e apreciação do Balanço Financeiro de 2021.

O alvinegro luta contra uma dívida global na casa dos R$ 1,3-1,4 bilhões. No mesmo dia da reunião, acontecerá o segundo Galo Business Day, com explicações financeiras do clube para a mídia e torcida em geral.

No relatório de gestão, também foram realizadas ações na administração da Arena MRV, o estádio do Galo será inaugurado em 2023.

Veja o relatório do 1º quadrimestre de 2022 na íntegra, abaixo:

Relatório de Gestão do Atlético-MG (1) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (2) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (3) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (4) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (5) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (6) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (7) — Foto: Reprodução

Relatório de Gestão do Atlético-MG (8) — Foto: Reprodução

Assistir: sóbrio tudo o Atlético no ge, na Globo e no sportv

O podcast do Atlético está disponível nas seguintes plataformas:

Sócio Galo na Veia – Atlético-MG — Foto: Divulgação

Leave a Reply

Your email address will not be published.