Dani Alves critica gestão e diz que chegou ao limite em São Paulo

Sete meses depois de sua saída polêmica de São PauloDaniel Alves comentou sua passagem pelo clube do coração em série produzida pela FIFA e disponível no novo serviço de streaming da entidade. No primeiro episódio da produção, que também discute sua participação no Busca de ouro olímpicoo lateral de 38 anos disse que atingiu seu limite no elenco e criticou uma falha no planejamento da diretoria.

“Passei por várias fases no São Pauloque me desacreditou que valeria a pena estar no clube”, disse o atual jogador do Barcelona. “Tomei a decisão de ir a São Paulo para realizar um sonho e pensar que poderíamos construir algo juntos”, acrescentou.

“Tínhamos planejado isso, mas a estratégia que me convenceu a vir começou a falhar. Cheguei no meu limite, sabe? É o real, chegou no meu limite”, soltou o ex-número 10 tricolor.

O episódio ‘Under My Control’ traz os momentos do jogador com o São Paulo, desde sua recepção no aeroporto de Congonhasatravés do seu apresentação no lotado Morumbi e chegar a episódios controversos. Entre eles, o livro destaca eliminação para Mirassol no Paulistão 2020 e o seu postura após quebrar o braço.

“Sou uma pessoa que gosta de desafios, então comecei a ser resiliente e ter inteligência para [pensar]: ‘Tudo bem, não vai ser o que eles planejaram para mim, porque eles não têm poder de decisão, mas podemos dar a volta por cima e tentar adaptar o processo'”, a- lembrou.

“Então você diz: ‘Vale a pena pagar esse preço? Vale a pena esse tipo de situação? Embora eu seja de São Paulo, quero que São Paulo siga um caminho diferente, não tenho poder para isso, ” acrescentou Daniel Alves. O único técnico do São Paulo que aparece nas filmagens é Alexandre Pássaroex-líder de Futebol fazer Tricolor.

Sem citar nomes ou situações, o multicampeão disse que começou um processo que “prejudicou mais do que ajudou” São Paulo. “Não é bom para mim, não é bom para eles, não é bom para nós. Pare. O controle está em minhas mãos”, explicou.

Dani Alves revelou ainda que começou a analisar sua situação no clube quando defendia a seleção brasileira nas Olimpíadas. “Comecei a pensar muito se estávamos bem, porque quando você começa a ter bons momentos, em lugares diferentes, você começa a comparar uma coisa boa e uma coisa ruim. a mosca que o mel é melhor do que merda”, disse ele.

A série também tratou de sua declaração controversa depois de ganhar o ouro olímpico ao jornalista Demétrio Vecchioli, do UOL Esportes. Na época, ele disse que não saiu de São Paulo para participar do evento e que o clube “fracassou muitas vezes” com ele.

Daniel Alves também confirmou que se considera realizado por vestir a camisa que sonhou e ter sido campeão representando o clube de São Paulo. Ele acrescentou que suas decisões sempre foram autoritárias, “para o benefício do todo” e que ele não é individualista.

Por fim, a produção da FIFA mostra os bastidores de sua despedida ao clube. Na companhia de seu agente, Fransérgio Ferreira, e de um amigo, o lateral estava descontente com o texto de despedida que havia formulado e reformulou o conteúdo que iria publicar nas redes sociais.

“Então, moral? Vou criar meu texto, não posso acompanhar isso aqui. Vou ter que colocar o ‘não joga mais aqui’ nele, cara. ‘Ganhar com o coração’. clube não tem preço”. Eu tenho que ressaltar isso, que foi um sonho, mas eles têm que defender isso com a masculinidade necessária, sem interferência, sabe?”, disse.

“Tem que ser enfatizado, porque você tem que dar aquele aviso, tem que dar um alfinete, senão não sou eu. .’ cotovelo, sério”, concluiu Daniel Alves.

O ala teve seu contrato rescindido com o São Paulo em setembro de 2021. Ele foi apresentado pelo Barcelona dois meses depois, em novembro, mas sua nova estreia pelo clube catalão aconteceu em janeiro deste ano. Daniel Alves está na última convocação de Tite e deve ser chamado em Copa do Mundo 2022no Catar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.