Cruzeiro martelado, não marcou final contra a Chape e não entrou no G4 na Série B

O Cruzeiro bem-vindo ao Chapecoense por 2 a 0 e chegou ao G4 da Série B do Brasileiro. A vitória na noite de hoje (30), na Arena Condá, garante que o clube mineiro terminará na quinta rodada na zona de acesso.

Depois de um primeiro tempo de poucas emoções, o Cruzeiro melhorou e atacou mais no começo da segunda etapa. A melhora foi recompensada aos 37, quando Geovane marcou o gol que garantieu o triunfo. Aos 44′, Edu deu números acabou ao confronto.

Com o resultado, Raposa ultrapassa o Verdão do Oeste e chega atrás de Grêmio e Bahia pelo empate. Já o Verdão do Oeste cai para a quarta colocação, com oito pontos ganhos.

Cenário repetido

Chuva, campo pesado e pouco futebol americano. Assim como não empate sem gols diante do Vascona terceira rodada, como as condições da Arena Condá prejudicam os tempos, favorecendo mas a de baixo nível técnico, com partidas de jogadas ofensivas e chances de escassas.

Quem fé bem: Geovane

O zagueiro entrou no segundo tempo e marcou seu primeiro gol pelo clube mineiro e ainda deu o passe para o segundo.

Quem fé mal: Luvannor não ajuda o ala nem o centroavante

O ala esquerdo Bidu foi para a linha de fundo e buscou muito jogo, mas falta de um porqueiro para criar as jogadas por ali. Já Edu, principalmente na primeira etapa, ficou isolado, sem ninguém para o meio no ataque. Por isso, Luvannor, que tinha essas funções, foi substituído aos 14 da etapa final.

Atuação do Cruzeiro: faltou aproximação

Mesmo em casa, a Chape manteve uma proteção. A solidez na zaga não chega rapidamente ao ataque do Cruzeiro, fazendo com que o Edu isole na frente. Com isso, a Raposa pouco levou perigo ao gol de Vagner.

Cruzeiro tem a bola, mas não finaliza

Com 60% de posse de bola, o clube mineiro até ficou no campo de ataque, contudo não finalizou na direção do gol. A melhor oportunidade veio aos 23 minutos, quando Zé Ivaldo arriscou de loin e a bola passou à esquerda do gol de Vagner.

No fim do primeiro tempo, Chape melhore e assustar

Depois dos 40 minutos de bola rolando, os mandantes, enfim, saíram para o jogo. Aos 44, Ronei acertou a bomba pelo lado direito, de fora da área, e obrigou o goleiro Rafael Cabral a fazer uma grande defesa para evitar que a bola pit ao ângulo.

Chape se fecha e Raposa cresce

Após o vestiário, o técnico Gilson Kleina voltou para o segundo tempo com duas mudanças na Chape, que passou a atuar no 3-5-2. O atacante Maranhão saiu para a entrada de Xandão, zagueiro. Na outra inicial, a mudança entre os volantes: Betinho, que levou amarelo no final da etapa, deu a vaga para Guilherme Rend.

A maior vantagem o Cruzeiro, que teve duas chances claras nos primeiros cinco minutos. Jajá, deixou Léo no chão de bico para a defesa de Vagner aos três. Pouco depois, Luvannor conclui mal, mas a bola ficou com Edu, que passou pelo goleiro Vagner e depois bateu para fora.

Kleina tentou corrigir

Com 13 do segundo tempo, Gilson Kleina organizou nossos atacantes na Chape para tentar reequilibrar um time. Varanda entour na vaga do meio-campista Lima e Derek veio na posição do também atacando Perroti. As mudanças, no entanto, não seguraram o ímpeto do Cruzeiro, que seguiram no campo ofensivo.

Mesmo com dores, Vagner se destaca

O goleiro Vagner chegou ao quinto jogo seguido, depois de ficar quase três anos sem atuar. Ele espalmou o chute de Zé Ivaldo 13 de agosto e a conclusão de Jajá, 16 de agosto.

Chuva volta, jogo cai, mas Cruzeiro marca

Na metade do segundo tempo, a Raposa tornou seu ímpeto ofensivo até pela chuva que voltou com forçada. No entanto, aos 37 minutos Rafael cruzou e za zaga mal. Geovane, sem rebote, bateu firme e sem duas chances de defesa para Vagner.

Aos 44, o clube mineiro ainda ampliou com Edu. Adriano lancou para Geovane, que cruzou para Edu. O centroavante chutou de primeira e contorno com desvio na marcação para vencer Vagner e anotar o segundo da Raposa.

Trabalhos próximos

As duas equipes voltam a campo pela sexta rodada da Série B. Na quinta (5), às 21h30, na Chape visitou o Brusque. Já no domingo (8), às 16h, na Raposa recebe o Grêmio.

FOLHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 0 x 2 CRUZEIRO
Concorrência: Série B do Campeonato Brasileiro – Quinta rodada
Dados: 30/04/2022, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Gols: Geovane, aos 37′, e Edu, aos 44′ do segundo tempo, para o Cruzeiro.
Mapas amarelos: Betinho, Xandao, Gilson Kleina (CHA), Rodolfo (CRU)

CHAPECOENSE: Vagner; Ronei, Leo, Victor Ramos e Fernando; Betinho (Guilherme Rend), Matheus Bianqui e Lima (Rodrigo Varanda); Orejuela (Jonathan), Perotti (Derek) e Maranhão (Xandão). Técnico: Gilson Kleina.

CRUZEIRO: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Leo Pais (Geovani), Willian Oliveira, Neto Moura (Adriano) e Bidu (Rafael Santos); Jajá (Daniel Junior), Luvannor (Rodolfo) e Edu. Técnico: Paulo Pezzolano.

Leave a Reply

Your email address will not be published.