Corinthians sonhou pela primeira vez, venceu o Botafogo e reprimiu a crise

Nem mesmo os torcedores corinthianos mais otimistas esperavam um começo tão bom de Campeonato Brasileiro. Fora de casa e com o Estádio Nilton Santos lotado, o Corinthians não levou em conta Botafogo, abriu uma vantagem de três gols no primeiro tempo com uma atuação de gala do meia Willian e venceu por 3 a 1, com gols de Paulinho, Gustavo Mantuan e Lucas Piton, enquanto Diego Gonçalves marcou para o Fogão. Além disso, o Timão derrubou a crise que cercava o Parque São Jorge.

O Corinthians teve um início de jogo arrasador e não deu chance ao Botafogo nos primeiros 45 minutos de jogo. Com a vantagem alargada, o treinador Vítor Pereira deu-se ao luxo de levar Paulinho e Willian – dois dos seus melhores jogadores no jogo – e passou a ter uma formação mais defensiva. Na fase final, o Botafogo dominou a ação da partida, chegou a ser esperado, mas nada suficiente para evitar a derrota em casa na estreia do Brasileirão.

O melhor: Willian inspirado no Rio

bem desfilado Futebol para Nilton Santos com partidas inteligentes pela esquerda, boa visão de jogo e facilidade em passar os adversários. Ele foi coroado com duas assistências, uma para o volante Paulinho e outra para o lateral Lucas Piton. Ele foi substituído no intervalo para se salvar para o jogo da Copa no meio da semana Libertadores.

O pior: Piazon, perdido em campo

O meia do Botafogo simplesmente não se viu no jogo. Fraco na marcação, pegou pouco na bola e, quando conseguiu, não encontrou passes que ajudassem a criar boas jogadas. Saiu ao intervalo para a entrada de Diego Gonçalves, que ajudou a mudar a dinâmica no meio-campo e também marcou o primeiro golo do Fogão.

Transição rápida e Paulinho como elemento surpresa

A partida em Nilton Santos começou disputada, com o Botafogo tentando organizar o jogo pelo meio-campo e Corinthians apostando na intensidade de seus alas e foi exatamente assim que o Timão abriu o placar. O meia Maycon recebeu a bola ainda no campo defensivo, jogou fundo para Willian, que rompeu a defesa adversária e jogou para encontrar o meia Paulinho se infiltrando na área e fazendo o gol.

Corinthians marca o segundo e VAR valida o gol

Logo após o primeiro gol, o Corinthians fez o segundo de escanteio. Maycon cobrou a cabeça de João Victor, que chutou a bola no ar. O atacante Róger Guedes bateu o zagueiro do Botafogo no rebote e encontrou Gustavo Mantuan livre na pequena área para marcar o segundo. O VAR analisou um possível impedimento de Guedes no jogo, mas não encontrou nenhuma infração na oferta.

Piton fecha conta com 1º tempo quase perfeito para o Timão

Em jogada muito parecida com o gol de abertura, o camisa 10 Willian marcou com Lucas Piton na lateral esquerda e foi fundo na linha. O meio-campista cruzou rasteiro e o ala teve tempo de dominar a bola entre dois marcadores e chutar, sem chance de gol para Gatito Fernández.

Vítor Pereira movimenta Corinthians e Botafogo lança ataque

Com três gols de vantagem, o técnico Vítor Pereira liberou Paulinho e Willian ao intervalo para ficar de olho no Copa Libertadores, enquanto o Fogão fez três alterações e partiu para o ataque. O cenário da partida mudou, com o Corinthians muito mais atento aos contra-ataques e o Fogão jogando na defesa adversária.

Garoto de base estreia no Corinthians

Formado nas categorias de base do Corinthians, o atacante Giovane, de apenas 18 anos, formou a semana com a equipe profissional do CT Joaquim Grava, foi inscrito pela primeira vez e estreou substituindo Róger Guedes no segundo tempo. O menino quase fez um gol, mas parou nas mãos de Gatito.

Pênalti e Botafogo de volta ao jogo

Postado de forma ofensiva, o Botafogo recebeu um pênalti no meio do segundo tempo. Em uma bola disputada na área, o menino Matheus Nascimento recebeu de costas para o gol, protegeu o lance e viu o lance de Roni bater no tornozelo esquerdo. O árbitro marcou a infração, mas não deu o segundo cartão amarelo ao jogador do Corinthians. No comando, Diego Gonçalves substituiu Cássio e substituiu Fogão no jogo.

Atuação do Botafogo: Falta de intensidade

Glorioso entrou em campo mostrando que foi bem aplicado taticamente em campo. Porém, o time pecou demais na falta de intensidade e com a marcação solta permitiu que o Corinthians levasse muito perigo.

No segundo tempo, as entradas de Diego Gonçalves, Matheus Nascimento e Hugo deixaram o time mais conectado. Com isso, o Bota conseguiu ameaçar Cássio e descontar o placar.

Performance Corinthians: qualidade e inteligência

O Corinthians finalmente conseguiu colocar em prática o padrão de jogo exigido pelo seu treinador. Ele marcou bem a pressão, a transição rápida e foi rápido nas bordas do campo. No segundo tempo, economizou energia, deu a bola para o Botafogo e, apesar de ter sofrido o gol, só conseguiu a vantagem.

Festa no Nilton Santos

Apesar de estar em desvantagem e enfrentar grandes dificuldades para romper a defesa corinthiana, a torcida do Botafogo deu a Nilton Santos uma grande festa no jogo que marcou a volta do Fogão à Série A Brasileirão após sua ausência no ano passado. A Fiel também fez sua parte e, em vários momentos, mesmo em minoria, fez-se ouvir no estádio.

Balde, crise!

O Corinthians encerrou uma sequência de três jogos sem vitórias na temporada e resolveu a crise em torno do Parque São Jorge. De referir que durante a última semana os fãs do Gaviões da Fiel foram autorizados a entrar no CT Joaquim Grava para exigir satisfação do elenco. Nas redes sociais, Cássio, Paulinho, Willian, Gil, o presidente Duilio Monteiro Alves e seus familiares foram ameaçados.

próximos jogos

O Botafogo tem uma semana de folga para se recuperar da derrota em casa. No próximo domingo (17), o clube Estrela Solitário viaja ao Ceará, ao Castelão, em partida válida pela segunda rodada do campeonato brasileiro.

O Corinthians entra em campo na próxima quarta-feira (13), às 21h (horário de Brasília), para enfrentar o Deportivo Cali pela fase de grupos da Copa Libertadores. O jogo acontece na Arena Neo Química.

Folha técnica

Botafogo 1×3 Corinthians

Dados: 10/04/2022

Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (BRA)

Clima: 16h (de Brasília)

Cartões amarelos: Kanou (Botafogo); João Pedro, Roni, Luís Miguel (assistente), Raul Gustavo e João Victor (Corinthians)

cartões vermelhos:

Metas: Paulinho, 16′ do 1º tempo (0-1); Gustavo Mantuan, 26′ do 1º tempo (0-2). Lucas Piton, 43′ do 1º tempo (0-3); Diego Gonçalves, 20′ da 2ª parte (1-3)

Botafogo: Catito Fernández; Saravia (Daniel Borges), Philipe Sampaio, Kanu e Jonathan Silva (Hugo); Luís Oyama (Romildo), Patrick de Paula, Lucas Piazon (Diego Gonçalves), Chay e Victor Sá; Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Betinho

Corinthians: Cássio; João Pedro, João Victor, Raul Gustavo e Lucas Piton; Du Queiroz, Maycon (Giuliano) e Paulinho (Roni); Gustavo Mantuan (Gustavo Mosquito), Willian (Adson) e Róger Guedes (Giovane). Técnico: Victor Pereira.

Leave a Reply

Your email address will not be published.