Corinthians perde para o Pinheiros e eliminado na primeira rodada do playoff do NBB

O Corinthians não conseguiu reagir à última pressão imposta pelo Pinheiros no quarto da partida na tarde deste sábado, no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo. Depois de liderar o jogo em boa parte, o Timão acabou sucumbindo na última parcial e perdeu por 89 a 78 para os donos da casa.

O Timão, que chegou a ter vantagem no quarto definitivo, não conseguiu a sua marcação da linha dos três e perdeu o segundo jogo da primeira fase do playoff do NBB. Com isso, o Pinheiros faz 2 a 0 e o clube do Parque São Jorge é eliminado da disputa 2021/22.

Na agenda: com a próxima temporada, o Timão na atual temporada do NBB o seu ano no basquete e espera a definição do elenco para a próxima temporada

Escalação

O técnico Léo Figueiró escalou o Corinthians para a partida com Figueredo, Milligan, Carbonari, Paranhos e Malcolm Miller. Os adversários, por sua vez, começaram o jogo com Gabriel Buffat, Jefferson e Dikembe.

O jogo

Primeiro quarto

O primeiro quarto teve o quarto da casa animado, puxado pela boa presença, mas um placar o horário público no ginásio principalmente uma equipe acompanhando a outra no aproveitamento dos arremesos. Enquanto Jefferson anotava para os anfitriões, Carbonari descontava para os alvinegros.

As trocas foram constantes em termos de liderança, principalmente pelo alto aproveitamento da linha dos três. O Timão penou, mas foi capaz de rivalizar nesse sentido com o preciso tempo do Pinheiros.

Figueredo, com nove pontos e aproveitamento na casa dos 60% nos arremessos, foi quem conseguiu manter o Timão no jogo, principalmente pela três bolas de que encaixou dos perímetros.

Segundo quarto

O quarto foi de tamanho do domínio das defesas sobre os minutos que o placar chegou a ser sem ser modificado enquanto os tempos de encontrar alguma maneira de surpreender ou ao contrário.

Figueredo, ao contrário do ritmo da rebelião, que veio a aumentar o ritmo da retaguarda e, ao mesmo tempo, pegara a retaguarda da retaguarda e, ao mesmo tempo, a forçar-se adversária ao ritmo da rebelião.

Curiosamente, ambos foram capazes de anular a pontualidade com frequência. O Pinheiros chegou a fazer 28 a 17, mas tomou uma parcial de 13 a 0, com o marcador fechando em 30 a 28 no primeiro tempo.

Terceiro quarto

O Timão placar parcial, trocar uma cesta com o aparelho e o manter da equipe durante a terceirapare. A ideia era não ter de buscar uma grande diferença na reta final, como tem sido comum em jogos definitivos para o clube do Parque São Jorge.

Seis jogadores corinthianos chegaram a pontuar Durante a parcial, com destaque para os pontos marcados por Zoom Fuller. A fé americana sempre é uma bola de segurança para os visitantes dentro de quadra.

Do outro lado, no entanto, o Pinheiros concentrou o jogo no ala Coleman, que anotou 12 pontos individualmente e manteve os donos da casa em boa condição. Faltou aos comandados de Léo Figueiró uma resposta para quem estava quente do outro lado. A parcial fechou em 52 a 52.

Último trimestre

O plano inthiano foi chegar à reta final do duelo em condição de abrir uma vantagem útil para um duelo do NBB. Siewert, Mulligan e Fuller chegaram a uma certa três bolas de três e deram a vantagem para o Corinthians, animando a loin que rcia para o Timão na arquibancada.

O problema é que, mesmo com as armas anteriores bem marcadas, o Pinheiros viu Gui Nunes chamar a responsabilidade e também dificuldades importantes aos defensores corinthianos. O time emplacou 14 e deixou o Corinthians ala sempre atrás dos pontos do marcador durante o momento em quengro tinha uma mão quente.

Um seca de deve minutos no ataque fé o bastante para que o Pinheiros levasse a diferença para a casa dos dígitos e não a perde mais. Nem mesmo uma pressão corinthiana no fim do placar o 89 a 78 um favor para trás os constituintes.

Veja mas em: Basquete.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published.