Bustos comemora goleada e 100% pelo Santos na Vila Belmiro: “O clima nos deixa confortável” | santos

E se depender da sequência de partidas do Peixe em maio, o treinador pode aumentar essa marca. Os próximos seis jogos do Peixe, cinco são como mandante, sendo quatro deles na Vila Belmiro. Para Bustos, é uma oportunidade para fazer o tempo evoluir.

– O clima (dentro da Vila Belmiro) faz com que a gente se sinta confortável. Mas é preciso trabalhar partida por partida para tentar ser o melhor. Ainda temos jogos fora, com viagens, fora muitos do país. Agora, em maio são mais partidas em casa e tentamos ser mais fortes, tente conseguir os resultados, tente crescer ainda mais como equipe e sair competitivo, que é o que queremos.

Algumas ainda incomodam o comandante santista, como as bolas aéreas protetoras. Os últimos vizinhos fazem Santos abusaram de cruzamentos para ameaçar o João Paulo. Bustos ouve que o tempo também precisa melhorar a parte da criação.

Fabián Bustos durante o jogo entre Santos e Cuiabá — Foto: Ivan Storti/Santos FC

– Temos erros, erros, complicações. Acredito que são coisas que temos que melhorar. Não gosto de falar porque os jogadores sentem um pouco… mas é normal. Temos que melhorar isso, é uma situação. Temos que melhorar muitas outras partes do jogo como a criação. Gosto de atacar por fora, crie com muitos jogadores dentro da área. E não gosto que soframos gols. Hoje convertemos em um bom cruzamento, mas sofremos um gol que não podemos sofrer.

Confira outros trechos da entrevista coletiva do técnico Fabián Bustos:

– Estava planejado porque jogamos oito jogos seguidos a cada três dias. Então, estava planejado porque os vinham com menos minutos (Sandry, Camacho) vem muito bem, o nosso nível vem crescendo e precisão de minutos para mostrar que não somos 11, somos 25, que somos a equipe compacta e que vamos crescer. eu ouço isso ó Santos é uma equipe que sempre precisa ser protagonista. Mas jogar 2.800 metros acima do mar, sabia da partida que precisamos fazer para conseguir o resultado. Saímos bem, agora ganhamos em casa e saímos bem como planejados. Para o próximo jogo vamos estudar bem como estão os jogadores. Não creio que vamos fazer grandes trocas, por ser mata-mata e é importante virar o virar.

Semelhanças e diferenças sóbrias Cuiabá e Coritiba

– São duas boas equipes, duas equipes que jogam bem de visitante. Têm bons jogadores, esquemas táticos semelhantes. O ataque do Coritiba são rápidos e os do Cuiabá também. Já os enfrentamos duas vezes, aqui (na Vila) e na casa deles. É uma equipe que tem bons jogadores e tentamos fazer uma boa partida para conseguirmos nosso objetivo. É difícil ter de volta e Mais uma vez que podemos analisar bem para não provocar lesão.

Saída de Marcos Leonardo e Rodízio do Elenco contra o Goiás

– A torcida tem o que o Santosnão apenas um jogador, um nome. Santos é maior que tudo. Eu diria a torcida que, há momentos que precisam de uma conversa, alguns programas devem analisar a performance de algum jogador. Mas quando estamos conquistando, e quando estamos com o resultado, é preciso acertar o jogador. E quanto ao Goiás, eu penso primeiro no Coritiba, quinta-feira. segura de como para quinta-feira, alguma mudança pode haver. O Santos Precisa ser competitiva e é uma viagem de uma hora e meia. Tentaremos mudar o menos possível. Rwan Seco estava com pouca possibilidade e estava jogando.

“Santista gosta de ver esse tipo de futebol”, comentou Isabel | Na Voz da Torcida

Falta de voz e gols dos jogadores que compraram o banco de reservas

– Primeira que fico sem voz, mas já veio da partida contra a Católica. Gripe, remédios. Perdido na voz. Mas o Lucas (auxiliar) está aqui e ele me ouve. todas as partidas tudo o que queremos fazer eo que melhorar. Ficar sem voz é a primeira vez. Fico feliz que os jogadores que entrem fazem feliz porque isso mantém uma competitividade sem tempo. Os atacantes fazem gols e nos ajudam a ser competitivos. Sempre digo que sou benzido por Deus, Nele e Ele está acompanhando neste momento

Preparação para o jogo de quinta-feira

– Não quero que seja como o segundo jogo (contra o Coritiba), mas como o primeiro. Um joga bem, outro mal. No primeiro tempo (do segundo jogo) defendemos muito mal. Vá ver como está o tempo na terça-feira e começar a definir. São uma boa equipe, com bons jogadores, com pontas rápidas, jogam bem, boa bola parada. Tem muitas coisas a analisar e precisas que são precisas para conquistar o resultado. Vamos tentar dar uma alegria para a nossa torcida.

O podcast ge santos está disponível nas seguintes plataformas:

Leave a Reply

Your email address will not be published.