Brasil goleia Coreia do Sul em amistoso com os gols de Neymar

TEM seleção brasileira goleou hoje (2) a Coreia do Sul por 5 a 1, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo do Qatar. Os gols no World Cup Stadium, em Seul, foram marcados por Richarlison, Neymarduas vezes em cobranças de pênalti, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus.

Mas de 67 mil torcedores marcaram a abertura do “Brazil Global Tour”, série de amistosos da seleção na Ásia, e aplaudiram Neymar do começo ao fim. Heroi faz real Madrid na Liga dos Campeões, Vini Jr também recebeu homenagens quando entrou em campo aos 25 minutos do segundo tempo. Como preparação para a Copa, Tite viu um ataque envolvente e goleador e boas atuações de nomes como Alex Sandro e Fred, mas pode ter se decepcionado com o desempenho dos experientes Thiago Silva e Daniel Alves.

O próximo desafio do Brasil é na segunda-feira (6), contra o Japão. É bom programar o despertador para ainda mais cedo: a bola rola às 7h20 (de Brasília). Depois desse jogo é só em setembro. A Coreia do Sul também continuou a se preparar para a Copa do Mundo e enfrentar o Chile no mesmo dia 6.

O melhor: Alex Sandro

Alex Sandro desafia marcação de Yong Lee durante Coreia do Sul x Brasil em amistoso

Imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images

O lateral-esquerdo participado de todas as jogadas de perigo da seleção na partida de hoje. Do gol anulado de Thiago Silva ao início da jogada do gol do Richarlison, passando por ter terminado os pênaltis que terminaram nos gols de Neymar. Justo na convocação com três concorrentes e concorrência alta, o atleta da Juventus mandou um recado para Alex Telles e Guilherme Arana.

Os piores: Thiago Silva e Daniel Alves

Daniel Alves - Chung Sung-Jun/Getty Images - Chung Sung-Jun/Getty Images

Daniel Alves marca Heung-min Son Durante o amistoso entre Coreia do Sul e Brasil

Imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images

O lateral-direito não correspondeu à hora de cobrir os espaços nas suas costas e ajustado com a capacidade da Coreia do Sul. Já o famoso tomou um pivô de escolinha não digno de nota em alguns momentos da partida.

Brasil faz dívida cedo; mas VAR anula um

Richarlison - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF

Richarlison faz a dança do pombo para comemorar o gol marcado pela seleção brasileira contra a Coreia do Sul

Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira começou em um ritmo frenético. Logo aos nossos minutos, no primeiro ataque, Thiago Silva aproveitou o cruzamento de Alex Sandro e fez de cabeça. A bandeirinha, no entanto, pegou na posição de impedimento. Logo depois, aos seis, Alex Sandro de novo fez ótima jogada pela esquerda, cruzou a bola e achou Fred. O volante chutou, viu a bola desviar em Richarlison e entrar. É o quarto gol do Pombo nos últimos três jogos na seleção.

Thiago Silva toma pivô, e Coréia empata

Coreia - Chung Sung-Jun/Getty Images - Chung Sung-Jun/Getty Images

Coreia do Sul comemora gol marcado por Ui Jo Hwang em amistoso contra o Brasil

Imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images

Depois de abrir o placar, o Brasil não conseguiu um pouco o ritmo e não oferecer tanto risco para a Coreia. Os donos da casa tinham dificuldades para criar, mas em cima de Thiago Silva. Ui Jo Hwang, jogador do Bordeaux, recebeu dentro da área e fez pivô em cima do zagueiro com extrema facilidade. Ele chutou cruzado, venceu também Weverton e levou os 67 mil coreanos na loucura.

Neymar acerta pênalti, dançou e aplaudiu

Neymar - Chung Sung-Jun/Getty Images - Chung Sung-Jun/Getty Images

Neymar aplaude torcida sul-koreana brasileira em gol pela seleção brasileira

Imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images

Depois de sofrer o gol, o Brasil tentou reagir rapidamente e logo conseguiu um penalti. Alex Sandro fé derrubado dentro da área, o juiz não viu, mas foi avisado pelo VAR, que é um surgimento do próprio país. Neymar fé para a batida, deslocou o goleiro e fez o seu 72º gol com a camisa da seleção. Na semana inteira, ele dançou com os companheiros e foi aplaudido pela torcida local, como já estava sendo enviado. Ele também retribui os aplausos para a arquibancada.

Quase um replay deste lance rolou no começo do segundo tempo: Young Gwon Kim derrubou Alex Sandro na área e a arbitragem marcou pênalti após consultado ao vídeo. Neymar converteu outra vez para aumentar o placar.

Vini Jr explode estádio ao entrar

Autor do gol do título do Real Madrid na Liga dos Campeões, Vini Jr explodiu o estádio quando foi para a beira do campo entrar no lugar de Richarlison, aos 25 minutos do segundo tempo. A emoção das arquibancadas foi semelhante ao que foi visto com as aparições de Neymar e Son no telão. O jogador já não lançou pela primeira vez um drible que tirou o torcedor da cadeira do World Cup Stadium.

Jesus facha a goleada e quebra jejum

O Brasil transformou o final do jogo em passeio, mesmo trocando mais da metade do tempo. E aí sobrou ate para Gabriel Jesus destruir um jejum que já durava três anos, desde a final da Copa América de 2019. Eram 19 jogos dele sem balançar as redes com a camisa amarelinha. A boa reta final no Manchester City reflexiu também na seleção.

Dele e Neymar no mesmo patamar

Neymar - Chung Sung-Jun/Getty Images - Chung Sung-Jun/Getty Images

Neymar durante o amistoso da seleção brasileira contra a Coreia do Sul: ídolo no mundo inteiro

Imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images

Durante toda a semana, Neymar fé muito procurado pela torcida da Coreia do Sul. No dia do jogo, a loucura pelo brasileiro fé a mesma. O grito vai a apuração na hora da escalação aplaudiu o camisa 10 no mesmo nível de Son, ídolo e há poucos dias artilheiro do Campeonato Inglês com 23 gols.

Gols dos ossos

Richarlison abriu primeiro o placar aos seis minutos do tempo para o Brasil, mas a Coreia do Sul empatou aos 30 com Ui Jo Hwang. O segundo gol da seleção visitante saiu em cobrança de pênalti de Neymar aos 41 minutos e o terceiro foi do mesmo, mas aos 11 da etapa complementar. Philippe Coutinho marcou o quarto gol pouco depois de entrar em campo, aus 34. Gabriel Jesus fechou o placar aus 47 minutos.

FOLHA TÉCNICA
COREIA DO SUL 1 x 5 BRASIL

Local: Estádio da Copa do Mundo, sozinho (Coreia do Sul)
Data hora: 2 de junho de 2022, quinta-feira, às 8h (de Brasília)
Árbitro: Ryuji Sato (Japão)
Assistentes: Hiroshi Yamauchi e Jun Mihara (ambos do Japão)
VAR: Daeyong Kim (Coreia do Sul)
Cartão amarelo: Woo Yeoung Jeong (Coreia do Sul)

GOLS: Richarlison, aos 6/1ºT (0-1), Ui Jo Hwang, aos 30/1ºT (1-1), Neymar, aos 41/1ºT (1-2), Neymar, aos 11/2ºT (1-3), Philippe Coutinho, aos 34/2ºT (1-4), Gabriel Jesus, aos 47/2ºT (1-5).

COREIA DO SUL: Seung Gyu Kim; Yong Lee (Woo Young Jung, aos 16/2ºT), Young Gwon Kim, Kyung Won Kwon e Chul Hong; Seung-Ho Paik (Moon Hwan Kim, aos 16/2ºT), In-Beom Hwang, Woo Yeoung Jeong e Heung-min Son; Ui Jo Hwang (Sang Ho Na, 25/2ºT de agosto) e Hee Chan Hwang (Chang Hoon Kwon, 39/2ºT de agosto). Técnico: Paulo Bento.

BRASIL: Weverton; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro (Fabinho, aos 25/2ºT), Fred (Bruno Guimarães, aos 36/2ºT) e Lucas Paquetá (Matheus Cunha, aos 36/2ºT); Raphinha (Gabriel Jesus, 32/2ºT de agosto), Richarlison (Vini Jr, 25/2ºT de agosto) e Neymar (Philippe Coutinho, 32/2ºT de agosto). Técnico: Tito.

Leave a Reply

Your email address will not be published.