Bragantino marca no final e busca empate com o Juventude na estreia

Juventude e Bragantino empataram em 2 a 2 nesta noite (11), pela primeira rodada do Brasileirão. O Bragantino abriu o placar, jogando fora de casa, contra Alfredo Jacobi, mas sofreu um empate no primeiro tempo. Na segunda mão, os donos da casa viraram, mas Massa Bruta procurou o empate nos minutos finais.

Miguel abriu o placar para os visitantes aos 11 minutos, mas Renan, no contra-ataque, empatou aos 29 minutos. No segundo tempo, Óscar Ruíz, que acabara de entrar, deixou o Alviverde na liderança aos 23 minutos. No entanto, o clube gaúcho estava curto, pois havia passado todas as cinco substituições e Rodrigo Soares se lesionou e o time paulista empatou com Renan, de 43 anos.

Pela segunda rodada da Série A, o time gaúcho joga no sábado (16), às 19h, contra o América-MG, no Independência. Braga recebe o Atlético-GO Domingo (17), às 18h. Porém, antes disso, ele vai à Argentina para duelo contra o Vélez nesta quinta-feira (14), às 21h, pelo Libertadores.

Maratona Descanso x Jogos

O Juventude é o clube que teve mais tempo para se preparar para a estreia no Brasileirão. Após vencer o Real Noroeste na segunda fase da Copa do Brasil, no dia 17, Alviverde passou quase um mês treinando para sua estreia na Série A.

Por outro lado, o Bragantino poupou todos os atacantes para este duelo, mantendo apenas o goleiro Cleiton entre os titulares. O motivo disso é a série de jogos que o Massa Bruta terá pela frente, já que o time também disputa a Libertadores e também entrará na terceira fase da Copa do Brasil.

Quem mandou bem: Rodrigo Soares, o garçom

Se a partida não teve grandes golpes ofensivos, é preciso destacar a participação de Rodrigo Soares. A lateral direita do Verdão não se comprometeu atrás e apareceu na frente para colaborar no ataque. Ele fez o cruzamento que gerou o gol contra de Renan e deu a assistência para Óscar Ruíz, no segundo gol.

Quem era ruim: Leo Realpe

O zagueiro não jogou bem esta noite (11). Recebeu o cartão amarelo sempre na primeira mão e sempre pecou em grandes ofertas, como no jogo em que saiu o segundo golo da equipa da casa.

Braga abre o placar no desvio

O Juventude começou o jogo pressionando os visitantes, mas eles aproveitaram e marcaram a primeira e única chance aos 11 minutos do primeiro tempo. Lucas Evangelista marcou de fora da área e a bola não entrou em grande perigo até que Miguel desviou com uma cabeçada no meio-campo e pegou o goleiro César no contra-pé. O arqueiro ainda se esticou até o fim, mas não impediu que a bola morresse no fundo da rede.

Jovens desenham com propósito próprio

O time da casa continuou pressionando e conseguiu o empate aos 29 minutos da fase inicial. Jadson relembrou o erro de Ramon ao acertar uma bela virada para Rodrigo Soares. O lateral cruzou para a área, Ricardo Bueno chegou a tocá-lo antes de Renan tentar cortar a bola e mandar contra o próprio gol, saindo assim mesmo.

A estrela de Eduardo Baptista brilha

O comandante fez as duas primeiras alterações no Juventude aos 19 minutos do segundo tempo, mandando para o campo os atacantes Edinho e Óscar Ruíz. Quatro minutos depois, o paraguaio aproveitou a sesta da defesa após bola de Rodrigo Soares e, na cara do goleiro, rematou forte para devolver o placar.

Suportes de assento de massa bruta

Em desvantagem no marcador, Barbieri colocou Ytalo, Helinho e Hyoran, que iniciaram o empate, jogando a bola na área. Renan bate com a cabeça, a bola ainda toca as costas de Thalisson e para no fundo da rede. O árbitro deu o gol ao zagueiro do Bragantino. Na altura do golo, o Juventude tinha apenas 10 em campo, pois Rodrigo Soares estava lesionado e as cinco substituições já tinham passado.

representações

O time da casa contornou ainda mais a área adversária, mas sem causar muito perigo ao Toro Localização, que recuou e apostou nas bolas verticais para chegar ao gol adversário, principalmente no primeiro tempo. O jogo ficou mais equilibrado após o intervalo, com os treinadores corrigindo as alterações que melhoraram o confronto.

Cartões para quem estava no banco

Especialmente quando a partida estava 1 a 0, a irritação tomou conta do banco dos jaconeros. O lateral-esquerdo William Matheus e o técnico Eduardo Baptista – que fazia sua primeira partida pelo Juventude em Alfredo Jaconi – receberam cartões amarelos nesse período. Após o tão comemorado empate entre a comissão técnica e os suplentes da equipe, as coisas se acalmaram.

No início da segunda mão, o árbitro Rodolpho Esquiar Marcas amareladas que estavam no banco dos visitantes. O preparador físico Gustavo Araújo, sob denúncia, recebeu o cartão.

recrutas

O confronto de hoje marcou as estreias do zagueiro Renan e do lateral-esquerdo Ramon, do Bragantino. O Juventude, que tem mais de 20 contratações pós-estaduais, também contou com novidades tanto no elenco (como o lateral-esquerdo Busanello e o atacante Paulinho Moccelin) quanto nos uniformes de goleiro.

FOLHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 2 x 2 RED BULL BRAGANTINO
Dados:
11/04/2022, segunda-feira
Programa: 20h (de Brasília)
Local: Estádio Alfredo Jacobi, em Caxias do Sul (RS)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (RP)
Auxiliares: Jefferson Cleiton Piva da Silva (RP) e Rafael Trombeta (RP)
Metas: Miguel, 11′ do primeiro tempo (0-1); Renan, contra, aos 29′ do primeiro tempo (1-1); Óscar Ruíz, 23′ do segundo tempo (2-1); Renan, 43′ do segundo tempo (2-2).
Cartões amarelos: Paulo Miranda, William Matheus, Eduardo Baptista, Yuri, Rafael Forster (JUV); Miguel, Leo Realpe, Jadsom, Gustavo Araujo, Cleiton, Alerandro (BRA)

JUVENTUDE: César; Rodrigo Soares, Paulo Miranda (Thalisson), Rafael Forster e Busanello; Yuri (Darlan), Jadson e Chico (Edinho); Capixaba (Oscar Ruiz), Paulinho Moccelin e Ricardo Bueno (Pitta). Técnico: Eduardo Batista.

BRAGANTE: Cleito; Hurtado, Leo Realpe, Renan e Ramon; Lucas Evangelista, Praxedes (Hyoran) e Miguel (Jadsom); Carlos Eduardo (Sorriso), Alerandro (Ytalo) e Bruno Tubarão (Helinho). Técnico: Maurício Barbier.

Leave a Reply

Your email address will not be published.