Bottas começa bem na Alfa Romeo e está a 4 pontos de Hamilton

É uma parte importante destes títulos de construtores que um Mercedes conquistou a partir de 2017 para este e a vitória dos GPs com uma equipa, ou que o coloca ao lado de campeões como James Hunt e Jody Scheckter e deste Ronnie Peterson na lista de maiores vencedores da história da Fórmula 1. Mas Valtteri Bottas nunca foi tão feliz na Mercedes como tem sido em seus primeiros meses da Alfa Romeo. Uma diferença? Ele agora sente que é ouvido.

“Sinto que não estou só pilotando o carro. Sinto que sou mais do que isso. Sou um membro importante de uma equipe. Tenho em participação todas as coisas. E isso faz a diferença.”

Do lado da Alfa Rome, a chegada de um piloto Bottas, que traz consigo a experiência de andar no pelotão da frente e ao mesmo tempo a vosade de provar pode liderar uma equipe, tendo também selecionado à sombra do heptacampão Lewis Hamilton por cinco anos, não poderia ter vindo em melhor hora. O tempo vinha estagnado da metade para o fim do pelotão com um Kimi Raikkonen já em fim de carreira e um Antonio Giovinazzi que pecava pela falta de consistência.

Não coincidentemente, o líder da equipe, Frederic Vasseur, Faith atrás de um piloto com quem já trabalhou (e sido campeão na base). Aproveitando a oportunidade dada pela mudança das regras, uma equipa evolui e descobriu em Bottas um motivador.

botas - Alfa Romeo - Alfa Romeo

Guanyu Zhou e Valtteri Bottas, dupla da Alfa Romeo, nesta quinta-feira no Bahrain

Imagem: Alfa Romeo

De quebra, o finlandês ainda se viu à de pelo menos uma Mercedes em três frente das quatro classificações disputadas até aqui. E está apenas a quatro pontos de Lewis Hamilton, em oitavo no campeonato. Pontos graves, muitos deles conquistados com o sétimo lugar na corrida e quinto na corrida (onde corresponde a 12 dos 24 que marcou ate agora) na Emilia Romagna, estão ajudando a Alfa Romeo a ser a quinta no mundial, à frente de times com orcamento superiores, como Alpine e Aston Martin. Quando voltou ao escritório da equipe depois da corrida italiana, fé recebida com festa:

Na parte posterior do carro, a Alfa Romeo estreou atualizações significativas na parte da lateral e na maneira como ela se integra com o piso superior, ajustando o fluxo de ar na parte traseira do carro. Com isso, o tempo espera ser veloz também em pistas de alta velocidade, uma vez que o grande ponto positivo do carro ate aqui é um desempenho em curvas mas lentas.

Bottas teve ainda uma surpresa positiva com o motor Ferrari, tendo pilotado apenas os Mercedes de 2014 para cá. “A dirigibilidade é a grande diferença. Essa é uma das forças do motor da Ferrari. Nas saídas de curvatura, você tem mais opções de qual marcha usar, esse tipo de coisa.”

“Se eu peço algo, acontece”

Falando em motor, um exemplo da nova posição de Bottas é seu poder de mudar os termos usados ​​​​dentro da equipe. O Finlandês novo que provavelmente foi especialmente preocupado ao seu tempo, especialmente na unidade de potência, e especialmente aqueles que mais se preocuparam com os termos mencionados para se conhecer. A fé esperava. Pediu para o acerto ir mais na direção de seu estilo de pilotagem, e novamente foi esperado. “Se eu peço algo, acontece”, o piloto de 32 anos. “Todos realmente ouvem e estão conseguindo ajudar algumas pessoas.”

O finlandês se diz muito conteúdo com seu novo papel de liderança. “Estou em um momento da minha carreira em que piloto para mime e para minha equipe, e para mais ninguém. Clear that gosto de vencer e ir ao pódio, mas não estou triste com minha nova realidade. Na verdade é o contrário: isso me motiva a trabalhar com uma equipa a evoluir em termos de resultados.”

Isso porque o acordo de Bottas com a Alfa Romeo tem duração de três anos e pode ter sido uma bela aposta, uma vez que a equipe é uma das possíveis portas de entrada da Audi.

A boa fase se estende para fora das pistas. Desde que começou a namorar a profissional australiana Tiffany Cromwell, Bottas tem treinado com ela e participado de alguns países do esporte. No último final de semana, ele foi segundo colocado na competição de 72km em estradas e trilhas na Califórnia. A Cromwell também concorre e foi a terceira observada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.