Atlético-MG vence o América-MG e iguala recorde da Libertadores

São 17 jogos pela Copa Libertadores semana Atlético-MG saber o que é uma derrota, igualando ao record histórico da competição, que pertence ao Flamengo e ao Sporting Cristal. A 17ª partida do Galo sem perder no torneio continental foi o triunfo por 2 a 1 sobre o América-MG, pela 4ª rodada do Grupo D. Os gols foram marcados por Arana e Nacho, para o Atlético. Contínuo desconto para a América;

A sequência de 17 partidas de invencibilidade na Libertadores começou em 2019, no triunfo sobre o Zamora, por 2 a 1, pela última rodada da fase de grupos de 2019. Passou por todas as partidas da edição de 2021 e mais quatro jogos em 2022. Marca que o Atlético vai ter total condição de superar em breve, já que é o cabeça de chave do grupo e faz as duas partidas próximas no Mineirão, contra Del Valle e Tolima.

Resultado importante para dar tranquilidade ao Alvinegro, num momento de pressão. Afinal, três empates seguidos, por Brasileirão e Libertadores. Com o triunfo no clássico, o Galo também deu um passo importante para classificar às oitavas de final da competição internacional. Já na América, torce para o Independiente del Valle não derrota o Tolima, na Colômbia, nesta quarta-feira, para seguir vivo no torneio.

Quem fé bem: Guilherme Arana

Guilherme Arana, do Atlético-MG, comemora seu gol contra o América-MG pela 4ª rodada da Copa Libertadores

Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Disputando uma vaga na próxima Copa do Mundo, o lateralesquerdo Guilherme Ariana mostrou para comissão técnica da seleção brasileira como vai muito bem ofensivo. O camisa 13 do Atlético fez o primeiro gol da noite e deu assistência para Nacho marcar.

Quem acredita no mal: Ademir

Jogador do América ate o ano passado, Ademir enrou no lugar de Vargas, que saiu machucado ainda no primeiro tempo. Vaiado pela torcida do Coelho quando pega na bola, o camisa 19 do Galo errou bastante. Faltou tranquilidade para finalizar e também para encontrar os companheiros numa condição melhor.

O jogo do Atlético-MG: mas tipo fazer esse julgamento

Uma série de empates acabou, mas definitivamente não foi uma grande atuação do Atlético. Apesar de ser um elenco muito mais forte do que o rival, o Galo não conseguiu se importa dentro de campo. Pelo contrário, desorganizado defensivamente, o tempo alvinegro sofreu bastante. Assim como em jogos anteriores, o Atlético voltou perdeu chances claras.

keno sem banco

Sem jogar pelo Atlético-MG desde a primeira rodada do Brasileiro, no começo de abril, Keno voltou ao banco de reservas contra o América. O agressor passou por um procedimento cirúrgico no olho esquerdo, após uma lesão sofrida durante o treino. O atacante entre nossos minutos finais do clássico.

Independência vazia

Com ingressos caros, o mais barato para os atleticanos R$ 150 (R$ 75 a entrada), o Independência não recebeu um grande público. Um número oficial não divulgado antes do termo do clássico, mas estimativa é que nem dez mil pessoas estavam presentes.

Atlético muda duas vezes no 1º tempo

Mariano ficou apenas 30 minutos em campo - Fernando Moreno/AGIF - Fernando Moreno/AGIF

Mariano ficou apenas 30 minutos em campo

Imagem: Fernando Moreno/AGIF

A sequência de jogos cobra seu preço no Atlético. O técnico Turco Mohamed teve de fazer duas alterações ainda no primeiro tempo, por causa de problemas de malha. Aos 36 saiu Vargas, se queixando de dores na coxa direita, para entrada de Ademir. E aos 30 Mariano deu lugar a Guga, por causa de dores no púbis.

América melhor, gol do Atlético

Logo após o perdedor do Atlético deve jogar por lesão, o América cresceu sem jogo e pressão do rival. Mas em argentino passa pela esquerda, uma boa troca e nacho localizado sozinho dentro da área, não teve dificuldades para marcar.

Everson falha e América volta para o jogo

Must minutos após fazer 2 a 0, o Galo deixou o América voltar para o jogo. O goleiro já saiu mal numa cobrança de escanteio e não cortou o cruzamento de João Paulo. Sorte do zagueiro Conti, que ganhou um gol de presente. A bola bateu no defensor do Coelho e entro.

Inacreditável FC

Muito em breve depois de entrar no jogo, Keno teve uma chance clara de fazer o gol para decidir o jogo. O camisa 11 estava sozinho, na linha da pequena área, mas isolado a bola apos receber o pass de Hulk. Uma lança inacreditável, de tão fácil que estava.

FOLHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Dados: 3 de maio de 2022, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Concorrência: Copa Libertadores (4ª rodada do Grupo D
Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Dario Herrera (ARG)
Assistirestão: Cristian Navarro (ARG) e Pablo Gonzales (ARG)
Mapas amarelos: Éder, Pedrinho, Juninho e Gustavinho (AFC); Guga (CAM)

Gols: Arana, aos 13 minutos, Nacho Fernández aos 37 minutos e Conti aos 39 minutos do primeiro tempo.

AMÉRICA-MG: Jailson, Maidana, Eder e Conti (Gustavinho); Patric, Juninho, Matheusinho e João Paulo (Cáceres); Felipe Azevedo (Juninho Valoura), Pedrinho (Carlos Alberto) e Paulinho Bóia (Índio Ramirez). Técnico: Vagner Mancini

ATLETICO-MG: Everson, Mariano (Guga), Alonso, Nathan Silva e Arana; Allan, Jair (Otávio), Zaracho e Nacho (Keno); Vargas (Ademir) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed

Leave a Reply

Your email address will not be published.