As críticas ao trabalho do Turco Mohamed no Atlético – Kelen Cristina

Turco Mohamed, t
Turco Mohamed est h cinco meses treinando o Atlético (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)

O Atlético está certo em sair em defesa do técnico Antonio Turco Mohamed. Institucionalmente, esse o papel a cumprir. Os directentes tm de passar segurana ao treinador temporada, prestigi-lo (sem aspas), pois foi o mesmo profissional escolhido por eles para comandar o alvinegro no ano seguinte mais vitoriosa do clube.

Quem est no futebol h um tempo razovel sabe presso enfrentada pelo argentino hoje no futebol que essa era toda era. Mas faça isso: diante das circunstâncias atuais, totalmente justificáveis.

Criticar o Turco no significa, necessariamente, pedir a cabea dele. H cinco na Cidade do Galo, o argentino j viveu os owe lados da moeda, dentro da mtrica superdimensão que caracteriza o futebol brasileiro: Faith Abraado por Boa torcida em sua chegada, mesmo sendo pouco conhecido no cenrio. Com os resultados iniciais, fé exaltada por setores da imprensa. Agora, com o revertrio, Testemunha a outra face.

Fato que, a cada jogo, o Atlético se distanciou mas e mais da herana de Cuca. Isso, naturalmente, aconteceria. O Turco vai implementar as ideias dele, pouco a pouco. Bem ou mal, o caminho a seguir. Essa transição, no entanto, cobra um preço. E o Galo está pagando alto, com atua instáveis ​​e problemas visíveis, como (mainmente) a falta de compactação e vulnerabilidade protetora. Praticamente com os mesmos jogadores do ano passado.
Aqui, muitas das virtudes noticiadas pelo alvinegro so intuitivos, tipo fora do hbito. Fruto da forma com que os jogadores se acostumaram a atuar. Por se conhecerem bem, eles sabem como cada um joga, o tempo de bola, o estilo, esses detalhes que acabam por fazer a diferença em uma partida.
Tambm no foram poucos os jogos oferecidos graas qualidade individual dos atletas. Ningum nega que o Atlético tem, em tese, o grupo mais forte do Brasileiro, rivalizando talvez somente com o Palmeiras. Mas o sentido de unidade está se perdendo. Resgat-lo uma das misses do Turco Mohamed.
Tudo isso pode ser médio por um ndice bem particular: o IZA – ndice Zaracho de Atuaes.

O meio-campista argentino foi um dos destaques do futebol brasileiro no ano passado, quase unanimidade. Onipresente, pintava de vermelho todo mapa de calor. Não bastasse isso, era extremamente eficaz, produtivo. Certamente passar. Velocidade. Em poucos segundos, desarmava e saa para o ataque. Aparecia estava para concluir jogadas.

Por enquanto, essas cenas, tão lembradas. Zaracho, possivelmente, a maior vtima do desacerto atleticano. No est achando mas seu lugar em campo. um vaga-lume com lampjos de luz.

Uma ala da torcida comeou a dizer que o problema Nacho: os owe no poder atuar juntos, como se um anulasse o outro. Balela. Um pode muito bem complementar o outro. O Atlético no pode abrir mo talento de nenhum dos owe – e para isso que tem um treinador.

Nacho que tem sido uma grande válvula de escape alvinegra nesses tempos instáveis. Carrega o tempo nas costas, no setor do meio-campo, mesmo perseguido pelos adversários. Contra o Bragantino, Faith o alvo principal, levou pancada de todo jeito. Levantou e caiu de vezes. Balanou tem rede.

Importante dizer: os gols so um mais. Nacho vai alm deles.

Outra questão que pode acabar desviando o foco do ponto primordial para as contestações de arbitragem. Os árbitros erram sim, mas não tm sido o calcanhar de Aquiles alvinegro em 2022.

Quem se atm somente s decises do apito corre o risco de cometer o mesmo erro de quem balizou a campanha da conquista do Brasileiro’2021 pelos 11 penalidades marcadas para o Galo, deixando de lado a performance da equipe.

O Atlético no vem jogando bem. Isso é um fato. A sequência de quatro jogos sem vitória no por acaso ou obra da arbitragem. Os lances foram mais fruto de aes indivíduos e/ou do automatismo muito mais por um tempo que atua junto com algum tempo.

O Turco ainda precisa mostrar o serviço, dizer a que veio. E não apontar para apontar os problemas da equipe e-lo por isso.

Leave a Reply

Your email address will not be published.