Análise: Calleri brilha, mas os paulistas são os que sobraram na goleada do Morumbi | São Paulo

Tocaram e ele atendeu. É difícil não sucumbir à tentação de chamar todas as atenções na noite de domingo no Morumbi para Jonathan Calleri, autor de três gols em derrotado por 4 a 0 Façam São Paulo no Athletico-PR, pela primeira rodada do Brasileiro. No entanto, a vitória só foi construída graças a um desempenho coletivo de alto nível.

Repete-se neste espaço que, para este São Paulo para brigar por uma vaga na Libertadores, objetivo principal da diretoria e da comissão técnica, a equipe deve manter a intensidade e competir. A programação da semana, com uma pausa no meio da semana para os 11 titulares neste domingo, funcionou.

Calleri foi o grande destaque individual, mas o Habs ficou para trás coletivamente — Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net

O Tricolor atuou em mais um rodízio do Athletico, principalmente após abrir o placar. A diferença variou desde a velocidade de troca de passes até o trabalho de impressão perdido. As roubadas de bola da equipe foram consistentes no campo ofensivo.

A São Paulo comandou o jogo durante a maior parte dos 90 minutos e enfrentou pouca ameaça do Athletico. Marcar o trabalho com linhas altas e pressão, sem permitir contra-ataques, fez de Jandrei um mero espectador.

Nesse ritmo, o São Paulo transformou um duelo competitivo em uma demonstração de autoridade. Apoiado na defesa, pressionando no ataque e sabendo o que fazer com a bola, o Tricolor teve uma noite quase perfeita e deixou a torcida animada para a disputa do Brasileirão. Dentro do elenco, a confiança é alta.

– Vamos lutar pelo título mais uma vez. No ano passado estávamos atrás por causa do nosso mau começo, mas este ano, se Deus quiser, vamos lutar pelo título – disse o atacante Luciano, que fez o quarto gol na goleada.

Gol de Calleri em São Paulo contra o Athletico — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O Habs repetiu as virtudes já demonstradas nesta temporada. A intensidade tão exigida por Rogério Ceni reapareceu após uma semana de trabalho. Desde o início, o time avançou na área ofensiva e encaixotou o rival.

A construção da dupla Diego Costa e Leo acelerou o jogo, e o primeiro gol veio num passe rápido do primeiro para Rafinha, que cruzou e viu Calleri aproveitar o rebote para abrir o placar.

De 1 a 0, o São Paulo acompanhando em alta rotação e pressionando o Athletico. Acelerar para as alas e cruzar bolas rápidas fizeram a diferença. Três dos quatro gols foram marcados por esse tipo de jogo.

Defensivamente, com a baixa pressão bem ajustada, o São Paulo quase não sofreu contra-ataques. Foi um desempenho de ambos os lados para dar o exemplo do que a equipe pode fazer na temporada.

“Inícios perfeitos”, comemora Caio | A voz da multidão

Há ainda mais Nikão no São Paulo. Lançado como titular na vaga do lesionado Rodrigo Nestor, o camisa 10 jogou aberto pela direita e destoou com o restante do elenco, em especial o quarteto Alisson, Igor Gomes, Eder e Calleri.

O meia-atacante carece de química e ritmo, que teve uma cobrança de falta no segundo tempo como o melhor momento do jogo. Contratado como protagonista, Nikão continua como coadjuvante em São Paulo encomenda de Rogério Ceni.

Assista à coletiva de imprensa pós-jogo do São Paulo com o técnico Rogério Ceni

Assista à coletiva de imprensa pós-jogo do São Paulo com o técnico Rogério Ceni

A equipe retoma os trabalhos nesta terça-feira e abre a preparação para a partida contra o Everton na quinta-feira, no Morumbi, a partir das 19h15 (horário de Brasília), pela segunda rodada da fase de grupos sul-americana.

O Ceni espera voltar a contar com Rodrigo Nestor, que está ansioso por treinar com o grupo na terça-feira, após uma semana de ausência devido a uma torção no tornozelo esquerdo.

Depois da América do Sul, o São Paulo assista a partida contra o Flamengo, domingo, 16h, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão.

Rogério Ceni ainda tem dois jogos até domingo — Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net

A podcast ge São Paulo está disponível nas seguintes plataformas:

+ Assista: saiba tudo sobre o São Paulo na ge, na Globo e na sportv

— Foto: ge.globo

Leave a Reply

Your email address will not be published.