América-MG comemora 110 anos com vitória sobre Athletico

Completando 110 anos hoje (30), o América-MG bem-vindo o Atlético por 1 a 0, pela quarta rodada do Brasileiro. Jaílson segurou tudo na defesa e Índio Ramirez anotou o gol que deu a vitória para o time da casa na Arena Independência.

A equipe mineira fé superior na primeira etapa, entretanto pouco finalizou. Após o intervalo, o embate ficou mais aberto e o Furacão criou boas chances, mas parou em Jailson, que teve grande atuação. Aos 29, Índio Ramirez passou por owe defensores área e bateu de e para esquerda na nota o único gol da partida.

O tempo mineiro chega aos seis pontos e, provisoriamente, ocupa uma sexta colocação na tabela. Já a equipe paranaense continuou com apenas três, em 16º.

Quem fé bem: Jailson garante o resultado

A camisa 42 não deixou passar nada. Seguro, Jailson fé muito necessário, principalmente no segundo tempo, onde pelo menos duas grandes defesas para garantir o triunfo americano.

Quem fé mal: Christian, apagado

O jogador do Rubro-Negro pouco apareceu na noite de hoje (30). Sem ajudar na criação das jogadas, deixou o gramado aos 17 do segundo tempo.

Coelho balançou a rede, mas impedimento está marcado

O time da casa começou melhor na partida e ate marcou logo aos 3 minutos. Patric avançou pela direita e cruzou para Pedrinho, sozinho, mandar para a rede. No entanto, o direito lateral estava impedimento antes da assistência e a bandeirinha invalidou a jogada.

América domina pela direita

A equipe mineira teve facilidade para atacar na direita. Melhor na perigo, o Coelho suas principais chances pelo setor, contudo, porém, na hora de elaboração do jogo, pecou demais na hora de partida ao golpe e levou a defesa de Bento por Bento.

Furacão varia taticamente e arrisca mais

Apesar de não ter feito uma grande exibição na etapa inicial, o Rubro-Negro obrigou Jailson, goleiro protetor, a trabalhar. Suas melhores intervenções 5, quando desviou um cruzamento de agosto de Fasson, e agosto19, ao evitar que a queda de lombo de Cuello encontrasse a rede.

Além disso, o tempo alternado entre três zagueiros e adotar uma linha de quatro na defesa. “Além do esquema tático que mudou, tem bastante jogadores que não vinham jogando’, disse o meia e capitão Léo Cittadini, na saída de campo, ao Premiere.

Jailson faz grandes defesas

O guarda-redes do Coelho voltou a aparecer bem aos cinco da etapa final. Pedro Henrique sofreu mas alto no escanteio pela direita, e cabeceou no canto direito do defensor. Jailson se esticou todo e espalmou a bola. Em um novo lançamento, o defensor, aos 40, levou a melhor

Um depois, o arqueiro deixou sua meta para exigir com o primeiro minuto Jeferson Ferreira de Moraes e fé anunciado com o primeiro cartão amarelo do confronto.

Bento erra na saída de bola e conta com ajuda da viagem

O goleiro do Furacão ganhou destaque aos 11 minutos do segundo tempo. Primeiro, ele errou na saída e deixou a bola com Paulinho Boia, que dominou e rápido. O goleiro espalmou o chute para trás, porém a bola resvalou na viagem ainda de sair pela linha de fundo.

Wellington Paulista volta a jogar, mas sai machucado

Destaque do América nas preliminares da Libertadores, o centroavante Wellington Paulista voltou a jogar depois de um mês e meio. A camisa 7 estava afastada por uma lesão de grau 2 na panturrilha direita.

Wellington entre 19 de agosto, mas 36 de agosto na segunda etapa, deu um passo preciso, depois de uma trombada com Pedro Henrique. Aos prantos, deixou o gramado de maca após receber atendimento médico.

Jailson salva a primeira e Éder, a segunda

Vitinho arriscou aos 22 e o goleiro do Coelho apareceu mais uma vez para espalmar a bola. Após a cobrança de escanteio, Fasson chutou e Éder adquirido em cima de linha. Os jogadores do Furacão reclamaram demais de um toque de mão, contudo o VAR revisou o lance e mandou seguir.

Indio Ramirez marca

Cárceres, na entrada da área, encontrou um lindo passe para Índio Ramírez. O meia driblou os marcados e bateu com as esquerdas, sem chances para o goleiro e abrindo dar o placar no Independência.

O Atlético pressionou nossos minutos para finalizar

O Furacão tentou reagir depois dos 40 minutos do segundo tempo. Uma equipe lança ou ataca, porém teve dificuldades para furar o bloco americano por Mancini, que foi feito mais um zagueiro e um volante.

Trabalhos próximos

As próximas duas partidas do Coelho na temporada são contra o rival Atlético-MG. Na terça (3), às 21h, atua em casa, no Independência, pela quarta rodada do Grupo D da Libertadores. Já no sábado (7), às 16h30, o embate é no Mineirão, pela quinta rodada da Série A.

Assim como o Coelho, o Furacão também tem compromisso na terça (3) pela Libertadores. A partida contra o The Strongest será na Bolívia, às 19h15. Pelo Brasileiro, o próximo compromisso está agendado para no sábado (7), às 20h30, contra o Ceará em casa.

FOLHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 1 x 0 ATHLETICO-PR
Concorrência: Série A do Campeonato Brasileiro – Quarta rodada
Dados: 30/04/2022, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Jeferson Ferreira de Moraes (PT)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Ouro: Índio Ramirez, aos 29′ do segundo tempo, para o América-MG.
Cartão amarelo: Jailson (AME)

AMÉRICA-MG: Jailson; Patric, Iago Maidana, Éder e João Paulo (Cáceres); Lucas Kal, Juninho e Felipe Azevedo (Wellington Paulista e depois Zé Ricardo); Matheusinho (Conti), Pedrinho e Paulinho Boia (Índio Ramirez). Técnico: Vagner Mancini.

ATHLETICO-PR: Bento; Orejuela (Terans), Matheus Felipe, Pedro Henrique e Fasson (Abner Vinícius); Matheus Fernandes, Leo Cittadini, Christian (Canobbio) e Vitor Bueno; Cuello (Vitinho) e Rômulo (Vitor Roque). Técnico: Fábio Carille.

Leave a Reply

Your email address will not be published.