Abel cita protesto no Flamengo em discurso ao Fluminense e provoca o rival: ‘Desculpe, e se f* eles’ | campeonato carioca

Abel Braga roubou a cena durante a cerimônia de instalação da Copa dos Campeões do Rio de Janeiro na sala de troféus do Fluminense, em Laranjeiras, na tarde desta sexta-feira. Em discurso no palco, o técnico comparou a conquista com os títulos estaduais de 2005 e 2012, elogiou o clima do clube e se mostrou confiante para mais. Mas ele aproveita para provocar o arquirrival Flamengoquem foi finalista e viveu uma manhã de protestos de torcedores no Ninho do Urubu:

– Eu não esperava isso, não. Mas eu esperava de todo coração ser campeão, porque foi o que aconteceu em 2005. Ninguém acreditou no time para a péssima Copa Guanabara, mas ganhamos a Taça Rio e saímos campeões. Em 2012 foi o contrário, tivemos que ser campeões porque tínhamos um grande time. E agora talvez o fato mais relevante e real seja o ambiente que existe, com o coletivo que existe e com os indivíduos que compõem um time de futebol. Alguns sabem disso aqui hoje, vendo pela beleza, o quanto esse clube já ganhou. E hoje, voltamos a colocar nosso nome nessa história. Devemos nos sentir orgulhosos.

“Temo que fizemos um pequeno estrago, o Ninho (de Urubu, CT do Flamengo) é hackeado, tudo isso. Desculpe, o que diabos eles são. Se continuarmos com esse ambiente que temos, conseguiremos coisas melhores.”

Jogadores riem após discurso de Abel Braga no Fluminense — Foto: Reprodução/FluTV

O discurso foi transmitido ao vivo pelo “FluTV”, canal oficial do Fluminense no YouTube, mas foi retirado algumas horas depois. As imagens também mostraram jogadores do time rindo após a provocação de Abel na sala de troféus, seguidos pelos gritos de “ruf, ruf, ruf” que se tornaram a marca registrada do “pit bull” Felipe Melo.

Abel está em sua quarta passagem como treinador do Fluminenseclube pelo qual iniciou a carreira de jogador em 1971. Comandou o Habs em 2005, de 2011 a 2013 e de 2017 a 2018. Diante do Flu, conquistou os Campeonatos Cariocas de 2005, 2012 e 2022, além do de 2012 Campeonato Brasileiro. Abelão também é o segundo treinador com mais jogos na história do clube, 348 jogos, atrás apenas de Zezé Moreira, com 497.

Abel Braga durante sua última visita ao Flamengo em 2019 — Foto: André Durão

Abel Braga também comandou o rival Flamengoonde foi campeão carioca em 2004 e 2019. No entanto, o técnico deixou o clube mal em sua última passagem, em 2019, quando conquistou o título estadual e se classificou para as oitavas de final. Final da Libertadores, mas foi criticada pelos torcedores. e renunciou ao saber que a diretoria teria procurado o português Jorge Jesus para assumir a equipe, o que aconteceu em seguida.

Abel também travou uma disputa judicial com o vice-presidente de Relações Exteriores da Flamengo, Luiz Eduardo Batista. BAP, como é conhecido, foi condenado a pagar R$ 50 mil ao treinador por chamá-lo de “bêbado” e “drogado” ao comandar o Flamengo. As declarações foram feitas em entrevista ao blog Ser Flamengoem junho de 2020. Abelão informou ao blog de Gabriela Moreira que destinará o valor da indenização às famílias que foram vítimas do incêndio do Ninho do Urubu..

A Podcast do Fluminense está disponível nas seguintes plataformas:

Assista: tudo sobre Fluminense na ge, na Globo e na sportv

Leave a Reply

Your email address will not be published.